Sociedade

Colectivo249 relata momento violento como alerta

13 out 2020 17:19

"54 minutos" é o tempo livre que cada mulher tem para si durante as 24 horas de um dia

Clique em cima da imagem para ver o vídeo

A União de Freguesias de Marrazes e Barosa, no concelho de Leiria, lançou hoje o oitavo vídeo da campanha de prevenção da violência contra as mulheres e violência doméstica, a que o Jornal de Leiria se associou.

Chama-se 54'e parte das conclusões de um estudo que revela que "54 minutos" é o tempo livre que cada mulher tem para si durante as 24 horas de um dia.

Este e outros dados podem ser lidos As mulheres em Portugal, hoje, publicação editada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

“O 54' tem como objectivos principais promover a minimização e eliminação de comportamentos violentos e de representações e estereótipos subjacentes à violência contra as mulheres e promover mudanças de atitudes e comportamentos com vista à valorização do respeito e igualdade”, explica Catarina Dias, secretária da Junta de Marrazes e responsável pelo projecto, que tem o apoio do Município de Leiria.

A campanha é o resultado de um desafio lançado a 54 pessoas, colectivos e instituições do campo artístico, maioritariamente, da área de abrangência da Rede Cultura 2027, da intervenção social e outros de destaque e relevo na comunidade. 

Novos filmes serão apresentados diariamente, durante 54 dias.

No vídeo de hoje Colectivo249  relata uma situação de violência doméstica nos 54 segundos que lhe disponibilizaram.
 
O Colectivo249 é uma estrutura artística local, multidisciplinar e interdisciplinar, composto por jovens artistas emergentes com ligação ao concelho de Torres Novas.
 
As formações dos seus integrantes, bem como os seus interesses, dividem-se e multiplicam-se por diversas áreas artísticas (áudio, vídeo, fotografia, design, artes plásticas, artes performativas, literatura, artes gráficas, multimédia, …) e culturais (etnografia, psicologia, filosofia, história, sociologia…).
 
Este carácter eclético manifesta-se nos processos criativos englobando as diferentes linguagens, metodologias e experiências – a essência dos projetos é uma co-construção colaborativa.
 
É uma associação cultural sem fins lucrativos, vocacionada para a divulgação e conceção de projetos culturais nacionais e internacionais.
 
Quer fomentar uma nova dinâmica à cidade de Torres Novas, através da criação de projetos artísticos com, na e para a comunidade. A sua intervenção passa por criar espaços de partilha e de interação de novos conhecimentos, com o fim de criar um espaço-tempo onde outra cultura tem lugar para acontecer na sua casa.
 
A acção do Colectivo249 pauta-se por valores humanitários de respeito, igualdade e justiça, através de processos colaborativos, recíprocos e participativos.
 
O nome: 249 é o indicativo local, é o que os liga a casa.
De acordo com os dados disponibilizados pela PSP, foram registadas 153 ocorrências de violência doméstica no concelho de Leiria. À semelhança do panorama nacional, 90,10% das situações referem-se a vítimas do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 25 e os 54 anos (72.6%), que se encontram numa relação de conjugalidade ou equiparada com a pessoa agressora (52.2%), refere o Diagnóstico Social do Concelho de Leiria.

O Centro de Atendimento as Vítimas de Violência Doméstica do Distrito de Leiria, desde o início da sua actividade (Fevereiro de 2007) regista, em média, 200 casos novos por ano.

Em 2015, foram registados 214 casos novos, 123 referentes a residentes no concelho de Leiria.
 
Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.