Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Parcerias Público Privadas: sim ou não?

A PPP é regulada, para além da legislação aplicável, por um contrato que resulta de um estudo técnico, económico e financeiro elaborado pelo Governo e que constitui o chamado Caso Base.

15 mar 2020

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Não vou escrever sobre Isabel dos Santos

No final de tudo, para esta classe de gente, a Eng.ª Isabel dos Santos foi uma PIP (Pessoa de Interesse Público).

9 fev 2020

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Populismo: a revolta contra a democracia liberal

De caminho, rejeitam a ideia de que o nacional-populismo seja catapultado pela geração dos “velhos brancos raivosos”

7 jan 2020

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Nobel da economia 2019: a economia ao serviço das pessoas

Pode-se duvidar do impacto desta abordagem “micro” na resolução do esmagador problema da pobreza a nível global, em comparação com as abordagens “macro” mais habituais.

24 out 2019

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

É apenas uma atenção…

A corrupção sempre fez parte da forma de vida da sociedade portuguesa, que apenas reage à corrupção dos políticos, mesmo que não tenham ainda sido julgados.

12 jul 2019

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

O que os europeus esperam da Europa

Nesta convicção, num ano de eleições europeias, foi lançado um projecto cívico e não-partidário, chamado WeEuropeans, o qual promoveu a mais alargada consulta pública online de sempre aos cidadãos dos 27 países da União Europeia.

3 mai 2019

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Um conto (i)moral

Apesar de o seu salário ser 240 vezes maior do que o salário mais baixo praticado na empresa, Gosn criou um esquema secreto de retirada de rendimentos da empresa a seu favor, não contabilizados.

29 mar 2019

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Rendimento Básico Incondicional: o fim da curta experiência finlandesa

A Finlândia foi, segundo sei, o primeiro país a implementar uma experiência piloto de RBI, no início do ano de 2017, mas de forma mitigada e adulterando parcialmente o conceito, abrangendo apenas 2000 pessoas em situação de desemprego.

21 fev 2019

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

O precariado – uma nova classe perigosa (?)

O termo precariado é um neologismo formado a partir da combinação do adjectivo precário com o substantivo proletariado,

13 dez 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Perspectivas económicas para Angola

Pretende-se atrair investimento privado, particularmente aquele que tenha impacto na substituição de importações ou no fomento e diversificação da economia, incluindo exportações.

4 out 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Qual será a nova ordem política e económica internacional?

Mas, como ninguém queria mexer no tabuleiro de xadrez que poderia alterar esta situação de “agarra-me, se não carrego no botão vermelho”, inventaram-se umas guerras secundárias.

26 jul 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

A criação da zona livre de comércio continental africana

Espera-se agora que os Parlamentos nacionais ratifiquem estes acordos de modo a que em 2020 a ZCLC esteja a funcionar, visando a constituição de um mercado comum e de união económica e monetária até 2028.

12 abr 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Transportes e desenvolvimento

Sem uma boa rede de transportes não existe distribuição eficiente dos bens e circulação activa das populações, garantindo as acessibilidades aos locais desejados, unindo as pessoas e melhorando a sua qualidade de vida.

8 mar 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

O paradoxo africano

O presidente João Lourenço fez um pequeno discurso, no tempo protocolar, mas de grande intensidade política, afirmando, precisamente, que é necessário que o mundo altere o olhar que hoje tem sobre o continente africano.

1 fev 2018

Manuel Gomes, economista

Manuel Gomes, economista

Gostava de oferecer bitcoins no Natal… mas nesta época do ano não vale tramar o próximo

Utilizam-se, sobretudo, como investimento, o que a torna um activo altamente perigoso porque não é acompanhada por nenhum regulador nem existem, sequer, regulamentos, a não ser os que foram criados pelos seus criadores.

14 dez 2017