Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Opinião

Rui Rocha Voltar

17:43 - 04 Julho 2019
Ousar Portugal

Ousar Portugal

Não se contesta, tantas vezes, por serem sempre os mesmos a estar lá?

Vivemos um tempo e num País onde a normalidade parece querer suplantar a ambição e o espírito descobridor de um povo que várias vezes já demonstrou os seus verdadeiro genes.

Hoje, parecem querer ser embalados pelo imediatismo e populismo, barato e fácil, em oposição a rasgar horizontes com futuro para as próximas gerações. Urge, por isso, ter a ousadia de querer mais e melhor Portugal!

De querer ser diferente e comprometido com o colectivo, e não de mais igual ao mesmo e a pensar sempre naqueles que são mais próximos. Saúdo, por isso, a apresentação dos primeiros seis cabeças-de-lista por parte de Rui Rio, onde incluiu o nosso distrito de Leiria, com a indicação da Margarida Balseiro Lopes, da Marinha Grande.

Há vários anos e em diversos momentos tive a oportunidade de reclamar essa possibilidade: a lista de Leiria ser liderada por um dos nossos!

Situação partilhada pelos outros cinco, que apresentam uma ligação objectiva e efectiva aos distritos de Braga, Porto, Aveiro, Coimbra e Lisboa.

Para além disso inovou, pelo facto de alguns destes candidatos não serem mediaticamente reconhecidos, o que para alguns é considerado como um risco! E como seria caracterizado se fosse mais do mesmo?

Não se contesta, tantas vezes, por serem sempre os mesmos a estar lá?

Se fosse desta maneira, como se conseguiria fazer a necessária renovação, com a inclusão de pensamento novo e diferenciador?

Se não, estaríamos quase como nas entrevistas para o primeiro emprego, quando se questiona a experiência profissional!!!

Parabéns Rui Rio, pela ousadia! Mas ainda ontem nos deu a conhecer algumas medidas relevantes que farão parte do compromisso eleitoral do PSD, designadamente a necessidade premente do aumento do investimento público e a emergência da  

LER MAIS

Faça para ler a totalidade do artigo ou registe-se e aceda à versão integral deste texto





Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador