Opinião

Férias passadas… férias presentes!

24 set 2017 00:00

Ainda que o ano civil esteja rapidamente a chegar ao seu último trimestre, a verdade é que estamos a começar um novo ano, pois a maioria de nós tende a funcionar com base no calendário escolar.

Com ele, novas esperanças e desejos são investidos em função de um novo patamar de aprendizagem dos mais novos, e das novas responsabilidades que recaem sobre os ombros dos mais velhos (pais/avós e professores) no sentido da criação das condições necessárias à preparação do futuro.

As férias terão sido uma oportunidade de novas experiências vividas nos contactos e desafios que proporcionaram, e que poderão (deverão) ser prolongadas no tempo e em diferentes espaços.

Reviver o passado, quer este tenha sido ou não vivido em comum, permite não apenas a sua vivência recordada e imaginada, como se constitui como fator de partilha e comunhão de ideias e sentimentos.

Pessoalmente sempre me fascinou o contacto com outras realidades, e sobretudo com as pessoas que “habitam” essas realidades diferenciadas, como sempre me agradou a posterior partilha do vivido.

Vem isto a propósito da imagem publicada na National Geographic de setembro que mostra um dos últimos pescadores do rio Li (província de Guangxi) que pescam com corvos-marinhos.

Esta realidade, experienciada por nós nos idos anos 90, faz parte da fabulosa viagem que tivemos oportunidade de realizar à China, em que se incluiu o percurso de barco no rio Li entre as cidades de Guilin e Yangshuo.

O rio espraia-se por entre um soberbo relevo cársico rompendo da terra (com mais de 70 mil picos) e que nos aparece como uma paisagem de outro mundo (de resto utilizada como cenário para a filmagem de um dos episódios da famosa série Star Wars).

Ao longo do percurso tivemos oportunidade de observar os pescadores nas suas jangadas de bambus e os seus corvos-marinhos.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO