Opinião

Dar música aos portugueses

22 mar 2018 00:00
fernando-ribeiro-musico
Fernando Ribeiro, músico

Estava no aeroporto aquando da chegada do Salvador Sobral. Não, não estava à espera dele.

Nunca fui fã do Festival da Canção. Nem quando uma banda de metal ganhou nem quando Portugal ganhou. Nunca fui. A minha família parava para ver. Eu seguia com a minha vida.

Curioso, estava no aeroporto aquando da chegada do Salvador Sobral. Não, não estava à espera dele. Vinha de um concerto na Alemanha, penso eu, mas não vou dizer pormenores do concerto para não acharem que me estou a promover. Mas tudo observei: a histeria, as bandeiras, o “patriotismo”, o “histórico momento”. Nunca fiz muitos juízos de valor publicamente sobre o tema.

Cada músico escolhe o seu caminho, vivendo a sua realidade. Mas também nunca acreditei que, num passe de mágica, os portugueses descobrissem a música que tão esquecida anda, de um modo geral, na sua essência formadora, lúdica ou pedagógica. Ao que saiba, não houve um aumento do orçamento para a música nas escolas. Os instrumentos não desceram de preço, mantendo a categoria de produto de luxo.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO