Opinião

Aquecimento global? Mas está frio!

25 jan 2018 00:00

Este conhecimento científico também permite antever que a temperatura irá continuar a subir.

Nestes primeiros dias de 2018, sentimos em Leiria e no resto do país… frio. Portanto está resolvido o problema da seca extrema e da vaga de calor e incêndios em Outubro… ou talvez não. Até porque olhando para os registos climatéricos portugueses (existentes desde 1931), concluímos que seis dos dez verões mais quentes aconteceram depois de 2000. E que, desde 2000 até 2017, apenas três verões (2007, 2008 e 2014) foram mais frios que a média… todos os outros foram mais quentes que o normal.

Este padrão – que se repete por todo o mundo – indica que vivemos de facto um período de aquecimento global. Com uma observação dos dados e conhecimentos rudimentares de estatística (ou bom senso), conclui-se facilmente que existe aquecimento global.

Armados com conhecimento especializado e metodologias rigorosas, os cientistas concluíram que o aquecimento é causado pela atividade humana, nomeadamente a emissão de gases com efeito de estufa (dióxido de carbono, metano e óxido nitroso) que resulta da queima de combustíveis fósseis.

Este conhecimento científico também permite antever que a temperatura irá continuar a subir. Sobretudo se continuar a existir uma atitude negacionista nos países mais poluentes, como os EUA. Mas que tem isto a ver com economia para ser abordado nesta coluna?

Olhe-se para as consequências do aquecimento glo

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO