Economia

Venda de carapau nas lotas de Nazaré e Peniche rende 2,9 milhões

30 jul 2019 00:00

No primeiro semestre deste ano, transacções desta espécie foram maiores do que em igual período de 2018, assim como o preço por quilo

venda-de-carapau-nas-lotas-de-nazare-e-peniche-rende-29-milhoes-10511
Raquel de Sousa Silva

É um dos “mais abundantes peixes da costa portuguesa” e o Ministério do Mar e a Docapesca voltam a apostar numa campanha para a sua valorização. No primeiro semestre deste ano, só nas lotas da Nazaré e Peniche, foram vendidas 1980 toneladas deste peixe, que renderam 2,9 milhões de euros. O preço médio por quilo foi de 1,48 euros.

Os dados fornecidos ao JORNAL DE LEIRIA pela Docapesca permitem perceber que foi na lota de Peniche que se vendeu mais carapau (1028 toneladas), que rendeu cerca de 1,7 milhões de euros, o que resulta num preço médio por quilo de 1,64 euros. Mais 26 cêntimos por quilo do que no primeiro semestre do ano passado, quando foram transaccionadas naquela lota 1296 toneladas, por cerca de 1,8 milhões de euros.

Nos primeiros seis meses de 2017 a quantidade de carapaus vendidos na lota de Peniche tinha sido ligeiramente mais alta (1342 toneladas), mas o preço por quilo foi mais baixo (1,04 euros), o que originou um resultado inferior (que se cifrou em cerca de 1,4 milhões de euros).

Apesar disto, o carapau não foi a espécie mais vendida na lota de Peniche no primeiro semestre deste ano, quando a cavala (37 cêntimos o quilo) liderou.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO