Sociedade

Uma praça do Marquês, que é em Pombal

6 jul 2018 00:00

A minha rua é melhor do que a tua!

Leitaria da Praça (Foto: DR)
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Jacinto Silva Duro
Fotografia: Jacinto Silva Duro
Fotografia: Jacinto Silva Duro
Jacinto Silva Duro

De um lado da praça, está o Paço dos Condes de Castelo Melhor, de que sobra, escondida, uma torre, e do outro o velhinho celeiro, do rival Marquês. No meio, ergue-se a vetusta Igreja Matriz de São Martinho.

A Praça Marquês de Pombal, em Pombal, e o intrincado labirinto de ruelas e pequenas praças de traça medieval, que a rodeiam marcam o que foi a antiga ágora da cidade, à volta da qual uma antiga aldeia, aninhada na protecção de um castelo templário, se transformou em vila e, já no último quartel do século XX, em cidade.

A dois passos, em direcção ao castelo e no cruzamento com a Rua Direita – que, como habitual, é torta como a vida – encontramos a Praça Faria da Gama (praça das galinhas), o edifício da Junta de Freguesia e o local mais animado nos serões de Pombal, com música ao vivo e eventos culturais. Uma casa de petiscos, um bar, uma sala de chá e cafetaria, uma casa de espectáculos, uma taberna antiga que deu lugar a uma taberna moderna.

A Leitaria da Praça é filha da iniciativa das irmãs Elsa e Eva Silva e da mãe de ambas, Maria Helena de Almeida Braet. Os três pisos, incluindo um terraço, abrem todos os dias às 13:30 horas e serve refeições leves, incluindo hambúrgueres caseiros, incluindo o Veganburguer, o Chiliburguer, o Cogumeloburguer (cogumelo grelhado), e a Sandes Maria Francisca.

Descemos a rua e, no largo, no âmago da histórica localidade, estão já delineado o espaço que vai receber a tadicional esplanada estival, que, no final das tardes que se espera ainda de calor, acolherá os pombalenses e um ou outro turista em busca de um sítio para relaxar após um dia de azáfama.

O velho casco urbano da cidade
de Pombal merece uma visita. Ao
contrário do que acontece
noutras localidades da região, por
ali, as ruas estreitas continuam
vivas de gentes e animadas pelo
comércio local. A esplanada da
Praça Marquês de Pombal,
quando o calor estival começar a
apertar, será um dos sítios mais
procurados para uma bebida
fresca ao serão. Quem procura
uma casa de petistos que
também é casa de chá e palco para
espectáculos encontra, em frente
à Rua Direita, na Leitaria da Praça
o poiso ideal

Transformados em museus, o Celeiro do Marquês e a antiga cadeia de Pombal são dois pontos de passagem obrigatória quando se visita o vivo centro histórico da

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.