Sociedade

Repetição de actos de vandalismo provoca demissão no Clube de Ténis

22 nov 2017 00:00

Presidente da Direcção bate com a porta após novos “ataques” ao Complexo Municipal de Ténis de Leiria.

repeticao-de-actos-de-vandalismo-provoca-demissao-no-clube-de-tenis-7632
Maria Anabela Silva

A persistência de actos de vandalismo contra o Complexo Municipal de Ténis, ameaçando a “integridade física” dos seus utilizadores, levou o presidente do Clube da Escola de Ténis de Leiria (CETL) a bater com a porta.

O pedido de renúncia de Joaquim Dias ao cargo, para o qual tinha sido reeleito em 2016, foi apresentado ontem, na sequência de mais um “ataque” contra as instalações, localizadas em São Romão e que são usadas pelo clube ao abrigo de um contrato de utilização com a Câmara.

O incidente, que teve lugar na noite de terça-feira, fez subir para 21 o número de ocorrências registadas desde Abril.

Ao JORNAL DE LEIRIA, Joaquim Dias conta que o último “ataque” aconteceu por volta das 21 horas, com o arremesso de “sacos e frascos de vidro com dejectos e produtos químicos”, num momento em que havia aulas a decorrer.

“Um dos sacos caiu a centímetros de um aluno”, revela o dirigente, considerando que as “constantes acções” contra o complexo de ténis, levadas a cabo “a coberto da noite”, configuram “um quadro de puro terrorismo”.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO