Economia

Primeiros ninhos de vespa asiática identificados no distrito de Leiria

31 ago 2017 00:00

Espécie que mata abelhas representa uma ameaça para a produção de mel.

Comunicação às autoridades é obrigatória

Depois da notícia do JORNAL DE LEIRIA da semana passada, o Município de Ourém lançou um alerta para a presença de vespas asiáticas no concelho.

Matam as abelhas, alteram a relação de forças no ecossistema, prejudicam a polinização e ameaçam os rendimentos dos produtores de mel. Ninhos de vespa velutina, mais conhecida como vespa asiática, foram identificados pela primeira vez este ano no distrito de Leiria. A espécie entrou em Portugal em 2011 – pelo Alto Minho – e tem vindo a expandir-se para Sul. Nas últimas semanas, os serviços municipais de protecção civil detectaram colónias em Alvaiázere e Ansião, uma em cada concelho, entretanto destruídas.

No portal SOS Vespa, que é gerido pelo Estado, através do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), estão sinalizados dois avistamentos de vespas asiáticas, no arquipélago das Berlengas e no concelho de Leiria, ambos em 2015, num total de 13 exemplares. Mas nenhum ninho. E os ninhos validados em Alvaiázere e Ansião, os primeiros no distrito de Leiria a chegar aos canais oficiais, continuavam ontem, quarta-feira, pela manhã, sem registo na plataforma. INCF, Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) não responderam ao pedido de informação do Jornal de Leiria.

[p
Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.