Desporto

Portugal ficou no coração de Gabriel que pretende voltar

18 ago 2017 00:00

Defesa-central que jogou na União de Leiria está em negociações com um clube.

portugal-ficou-no-coracao-de-gabriel-que-pretende-voltar-6988

Lembra-se do rapaz alto, louro e cabelo rapado que durante quatro anos defendeu a União de Leiria? Pois é, Gabriel Atz está de regresso a Portugal, depois de passagens pela Rússia, Espanha, Bulgária e depois Brasil.

Aos 36 anos, o defesa-central, que trabalhou com Manuel Cajuda, Vítor Pontes, José Gomes e Jorge Jesus, ainda se sente em forma e com experiência para jogar. “Neste momento, estou a manter a minha condição física e estou em conversações com uma equipa. Vim a Portugal para tratar de assuntos pessoais e o bichinho do futebol bateu.

Para recuperar a forma, treinei junto do Sindicato dos Jogadores e no Atlético Clube Marinhense - aproveito para deixar um agradecimento pela recepção e por ter tido oportunidade de manter a minha forma física com eles. Estou já numa melhor condição física e com mais ritmo do que estava quando cheguei há 20 dias”, revela o brasileiro ao JORNAL DE LEIRIA.

O jogador conta que a sua experiência e capacidade física lhe permitem jogar “mais alguns anos”. “Defesa-central é uma posição que, tendo um bom posicionamento e uma boa leitura de jogo, permite esticar a carreira na idade. A minha experiência ainda pode ajudar muitas equipas. Tenho qualidade e potencial e todo esse lastro de experiência que obtive em diferentes países e culturas, que me capacitam hoje ser uma mais-valia para a equipa onde for jogar”, garante.

No primeiro semestre do ano, Gabriel fez um interregno na carreira de futebolista e trabalhou no Lajeadense como analista de jogo. O defesa- -central filmava todos os jogos da sua equipa e dos adversários para fazer uma análise detalhada dos jogadores e de tudo o que se passa no jogo.

Considerando um “trabalho de grande valia”, Gabriel adianta que a análise de jogo acompanha-o desde o tempo da União de Leiria. “Quando estava em Leiria fiz um curso de análise de jogo. Mesmo estando a jogar sempre procurei fazer mais cursos. Isso tem a ver com a forma como um defesa-central vê o jogo, porque organiza a equipa de trás e tem de ter uma noção de posicionamento muito forte.”

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO