Desporto

Paulo Antunes na Meca do triatlo para cumprir sonho de criança

7 out 2015 00:00

Atleta de Leiria participa este sábado no Mundial de IronMan no Havai

paulo-antunes-na-meca-do-triatlo-para-cumprir-sonho-de-crianca-2215

Ir ao Havai será o sonho de muitas pessoas. É, também, o de Paulo Antunes. No entanto, o triatleta de Leiria não rumou ao outro lado do globo por causa de praias bonitas, do surf, do hula ou do luau. O que o fez viajar até ao arquipélago do Pacífico foi concretizar de um dos seus objectivos de vida. Vai participar na finalíssima do Mundial de IronMan, para a qual se qualificou depois de ter vencido o seu grupo de idade (35-39 anos) no IronMan de Maastricht, na Holanda, numa prova que concluiu em nove horas, 38 minutos e 26 segundos.
No passado dia 30 de Setembro e depois de 27 horas de viagem, Paulo Antunes lá chegou ao 50.º estado norte-americano. O evento só se realiza no próximo sábado, mas sentiu a necessidade de partir com antecedência para executar da melhor forma a habituação à idiossincrasia havaiana e a uma diferença horária de onze horas. “Esta prova é extremamente dura, onde o calor, o vento e a humidade tornam tudo ainda mais complicado”, explica o atleta. E, nestas condições, completar 3.800 metros de natação, 180 quilómetros de ciclismo e 42 quilómetros de corrida só mesmo para homens de ferro.
O triatlo em que este professor de Educação Física vai participar é considerado a Meca pela comunidade de triatletas. Porquê? Porque a primeira grande competição foi organizada em 1978, precisamente... no Havai. Esta modalidade foi proposta pelo comandante da marinha americana John Collins para pôr fim a uma discussão que surgiu durante a entrega de prémios de uma prova de atletismo: quem será mais resistente? Nadadores, corredores ou ciclistas?

Leia mais na edição impressa ou faça registo e descarregue o PDF gratuitamente

EVENTOS