Desporto

Operação Matrioskas: da suspeita de máfia ao arquivamento do processo

2 mai 2019 00:00

É caso para dizer que a montanha pariu um rato. Apesar do mediatismo que as suspeitas provocaram, o presidente da SAD da União de Leiria e restantes arguidos viram o processo ser arquivado.

operacao-matrioskas-da-suspeita-de-mafia-ao-arquivamento-do-processo-10227

Numa altura em que se completam três anos desde o início da Operação Matrioskas, o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) do Ministério Público, procedeu ao arquivamento do inquérito. 

Naquela manhã de 3 de Maio de 2016, a Polícia Judiciária entrou na SAD da União de Leiria e nas residências de alguns dos seus responsáveis para desmantelar aquilo que presumiam ser uma célula de uma importante rede mafiosa russa, responsável por fraude fiscal, associação criminosa e branqueamento de capitais. Algo que o líder da SAD, Alexander Tolstikov, sempre negou.

Ora, segundo o despacho, a que o JORNAL DE LEIRIA teve acesso, não existem provas da existência de branqueamento de capitais e fraude fiscal.

A investigação “não logrou localizar qualquer facto ilícito típico antecedente gerador dos dinheiros introduzidos em Portugal”, como também “não resultam indícios suficientes de que qualquer dos arguidos tenha agido com conhecimento da eventual origem do dinheir

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.