Desporto

O inimigo das lesões musculares que Jorge Jesus levou para a Arábia

10 jul 2018 00:00

Pedro Alexandre Gandaio é da Nazaré e foi escolhido pelo treinador português para com ele seguir viagem rumo ao corpo técnico do Al-Hilal.

o-inimigo-das-lesoes-musculares-que-jorge-jesus-levou-para-a-arabia-8918

Uma verdadeira loucura. Foi uma recepção apoteótica, a de Jorge Jesus, na Arábia Saudita. Largas dezenas de adeptos rumaram ao aeroporto de Riade para assistir à chegada do novo técnico do Al-Hilal.

Smartphones nas mãos para imortalizar o momento, gritos de ordem, canções de claque, foi necessário que o dispositivo de segurança fosse reforçado para que o treinador conseguisse abandonar o edifício.

Um pouco mais atrás, discreto, de camisa branca, seguia Pedro Gandaio. Aproveitou as vantagens do anonimato para conseguir percorrer os corredores do Rei Khalid sem tantos apertos. O destino era, ainda assim, o mesmo.

É que este rapaz da Nazaré, de 29 anos, foi escolhido a dedo por Jorge Jesus a fim de integrar a equipa técnica do colosso da Arábia Saudita. “Já tinha lido que o povo árabe gosta muito de futebol. O mister tem tido muito impacto, era expectável, mas nunca tinha vivido esta sensação de tensão e admiração ao mesmo tempo.”

O convite do antigo treinador do Sporting apanhou Pedro de surpresa. “Fiquei muito surpreendido, apesar de saber que o mister Jorge Jesus já tinha falado em almoçar comigo e conversar sobre o que faço com uma pessoa que ambos conhecemos.”

E do que se trata? “Gosto de me identificar como reeducador e potenciador muscular e não como um típico personal trainer. O preparador físico será Mário Monteiro, enquanto o meu trabalho incide na prevenção de lesões e na potenciação muscular dos atletas enquanto indivíduos.”

O antigo futebolista n'Os Nazarenos e no Pataiense partiu para Riade com propósitos bem delineados. “Em termos de trabalho prático, já disse ao mister, o meu objectivo é ter uma época sem qualquer lesão grave a nível muscular, sem qualquer rotura. Então sim, será uma grande vitória.”

E,se assim for, sabe que está a marcar pontos para entrar de forma definitiva na alta-roda do futebol. “O que mais temo é ser uma decepção para Jorge Jesus”, admite Pedro Gandaio. “Acaba por ser uma aposta no escuro e gostava de surpreendê-lo. Tornei-me profissional, era o meu mais profundo desejo, agora quero não deixar de o ser até ao momento em que eu assim decidir.”

Mas viver este sonho, provavelmente como qualquer outro, tem um lado B. “Quando fui falar com o mister a decisão não foi imediata, porque a família tem um peso muito grande da minha vida. Ficaram muito contentes e deram-me força desde o início, mas com a Raquel é tudo mais difícil. Temos dois filhos, estamos no início da terceira gravidez. Fui a uma consulta do nosso novo bebé e não irei a mais. Não é fácil, ainda por cima casámos há um mês.”

Foi, pois, “a melhor notícia profissional no pior momento familiar”. “Só temo que daqui a uns tempos diga que não valeu a pena pelo que perdi a nível familiar. Aceitei porque era para vir com Jorge Jesus. Se não fosse, provavelmente não teria vindo.”

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.