Sociedade

O adeus ao Parlamento… ou um até já

9 ago 2019 00:00

As próximas eleições ditarão o abandono do Parlamento de vários deputados que nos últimos anos representaram Leiria. Na hora da saída, Feliciano Barreiros Duarte, José Miguel Medeiros, Odete João e Heitor de Soura recordam alguns momentos marcantes.

o-adeus-ao-parlamento-ou-um-ate-ja-10569
Maria Anabela Silva

Com mais ou menos discussão, com menor ou maior consenso, estão fechadas as listas de candidatos a deputados por Leiria dos partidos com assento na Assembleia da República (AR). E, independentemente dos resultados da eleições de 6 de Outubro, haverá uma mudança, quase completa, dos representantes pelo distrito.

Dos dez deputados em funções, apenas se manterão Margarida Balseiro Lopes (PSD) e António Sales (PS), sendo expectável que João Paulo Pedrosa (PS), que assumiu o cargo já no final da legislatura, com a eleição de Margarida Marques para o Parlamento Europeu, continue como deputado, pelo lugar que ocupa na lista (quarto). Assunção Cristas (CDS-PP), que na última legislatura foi eleita por Leiria, concorre agora por Lisboa.

De saída estão alguns deputados históricos, pelo número de mandatos para os quais foram eleitos (quatro e cinco), como Odete João (PS), Feliciano Barreiras Duarte (PSD) ou José Miguel Medeiros (PS). Com três mandatos cumpridos e também prestes a deixar o Parlamento está José António Silva (PSD). Heitor de Sousa, até agora o único deputado do Bloco de Esquerda (BE) eleito pelo distrito, irá terminar as suas funções, o mesmo acontecendo com Teresa Morais (PSD), que conta já com quatro mandatos - dois por Lisboa e dois por Leiria.

Na hora da despedida, o JORNAL DE LEIRIA falou com alguns destes deputados, que recordam momentos marcantes da vida parlamentar e asseguram que deixam as funções com o sentimento de “dever cumprido”.

A “tensão” dos debates sobre a co-inceneração

Eleito para cinco mandatos, embora não tenha cumprido um deles (2005-2009), por ter sido chamado para governador civil e secretário de Estado, José Miguel Medeiros diz que procurou “sempre” desempenhar as funções “com grande sentido de serviço à causa pública e de cidadania”. 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO