Sociedade

Natal é... um dia de trabalho igual aos outros

20 dez 2018 00:00

Cada vez mais estabelecimentos abrem portas na noite de Consoada e no dia de Natal para aproveitar a oportunidade criada por uma procura que tem crescido de ano para ano

natal-e-um-dia-de-trabalho-igual-aos-outros-9625
Raquel de Sousa Silva

Há vários anos que o Praça Caffè trabalha na noite da Consoada. Este ano não será excepção. À meia-noite e meia, o estabelecimento situado na Praça Rodrigues Lobo, em Leiria, abrirá as portas, até às três da manhã.

“Há sempre clientes. As pessoas jantam em família, mas depois também querem estar com os amigos”, afirma Carlos Dinis. O proprietário do café diz que “não há enchentes”, mas que este é um momento que permite “alguma facturação”.

Este ano, pela primeira vez, o Praça Caffè vai funcionar no dia de Natal, entre as 14 e as 19 horas. “Como negócio, é uma oportunidade, mas é preciso ter pessoas para trabalhar”.

Dado que alguns colaboradores “se voluntariaram” para o fazer, Carlos Dinis resolveu abrir portas no dia 25. “Por norma está tudo fechado, mas a verdade é que há cada vez mais pessoas que saem para beber café e até para lanchar”.

Para o proprietário deste espaço situado no centro histórico da cidade, trabalhar nestes dias não faz diferença. “É um dia de trabalho normal, não há distinção se é feriado ou não”.

Acredita que para os trabalhadores mais jovens será igual, porque “já não há aquela tradição enraizada de passar todo o dia em família como havia antigamente”.

À medida que os consumidores percebem que há cada vez mais espaços a funcionar nestes dias, vão também criando o hábito de os procurar. “Acredito que será positivo abrir, mas vamos ver se valerá a pena repetir no ano que vem”.

Se trabalha no Natal, no dia de Ano Novo o Praça Caffè estará fechado. Até porque se perspectiva que a noite de réveillon, essa sim de trabalho, venha a ser longa.

“Faz todo o sentido estarmos abertos na passagem de ano”, diz Carlos Dinis, lembrando a existência de um programa de animação na cidade, que atrai muitas centenas de pessoas. “Espero que volte a ser um ano muito bom”.

Com quatro anos de existência, a Churrasqueira Marques, na Caranguejeira, sempre abriu no dia de Natal. Este ano volta a fazê-lo (tal como o outro espaço da marca, nas Colmeias). Rui Lopes afirma que “é preciso aproveitar” a oportunidade de fazer receita num dia que por norma é de grande afluência de clientes.

“Trabalha-se muito. Também gostaríamos de passar o dia em família, mas sendo este um negócio recente, com créditos para pagar, temos de aproveitar para facturar”.

No dia 25 o espaço da Caranguejeira abre até às 14:30 horas, no dia anterior funciona até às 21:30 horas, o que permite aos proprietários e colaboradores jantarem com as suas famílias. Até porque no dia 24 o trabalho deverá começar ainda de madrugada, a assar os leitões que no dia de Natal têm grande procura.

No dia 25 é mesmo preciso contar com mais pessoas para trabalhar. Por norma, são sete pessoas em cada uma das churrasqueiras, mais três do que o habitual.

Há 18 anos, tantos quantos os que conta de existência, que o restaurante Pérola do Fètal funciona no dia de Natal, ao almoço. Este ano não será excepção. “Sentimos que há procura”, diz Paulo Anastácio, admitindo que o espaço “está sempre cheio”.

São pessoas que “querem almoçar em família”, mas sem terem necessidade de cozinhar. Este ano, tal como tem acontecido em anos anteriores, deverão ser servidas cerca de 200 refeições.

É um dia bom para o negócio? “Trabalha-se bem, factura-se muito, mas já foi melhor. Por outro lado, temos de compensar as pessoas que vêm trabalhar nesse dia”, frisa o responsável pelo restaurante situado em Reguengo do Fètal, no concelho da Batalha.

No concelho de Leiria são vários os restaurantes que abrem portas para servir almoços no dia de Natal. Um deles é o Casarão, situado na Azóia. Há vários anos que o faz.

“Há muita procura”, refere fonte da empresa, adiantando que nos dois últimos anos se registou um crescimento “bastante bom”. Os funcionários recebem o dia por completo, e a dobrar, frisa.

Na Praia da Vieira são igualmente vários os restaurantes que abrem no dia de Natal. É o caso do Cantinho do Mar, que funcionará todo o dia, como vem acontecendo há alguns anos.

“É muito procurado”, frisa Carlos Piedade, adiantando que “normalmente factura-se muito”. Ao almoço a sala “costuma encher”, ao jantar “é mais fraco, mas também vale a pena”.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO