Sociedade

A minha estrada tem mais buracos do que a tua

10 mar 2016 00:00

Autarcas da região fazem eco dos protestos da população e queixam-se do mau estado das vias.

a-minha-estrada-tem-mais-buracos-do-que-a-tua-3316
Maria Anabela Silva

Por estes dias, muito se tem falado de buracos em algumas reuniões de câmara e de assembleia municipal da região. Foi assim em Leiria, Ourém e Marinha Grande.

Depois de ouvir tantas reclamações, o JORNAL DE LEIRIA fez um périplo por algumas das estradas referenciadas. Numas constatámos um certo exagero nas descrições dos autarcas, noutras confirmámos a degradação.

Pelo caminho, encontrámos estradas que não estavam no 'roteiro' mas que também reclamam intervenção. É o caso da EN113, que liga Leiria e Ourém. A via foi requalificada há cerca de seis anos, mas o piso encontra-se bastante degradado. Os buracos não têm ainda grande profundidade, mas as irregularidades do piso são tantas que se torna quase impossível contornar as áreas mais degradadas.

Cenário semelhante encontrámos na estrada que faz a ligação entre o concelho da Batalha e Alqueidão da Serra, no troço da responsabilidade do município de Porto de Mós. “Ganharia um 'Óscar' para a pior estrada do distrito”, diz Filipe Batista, presidente da Junta de Alqueidão da Serra. Talvez seja exagero, mas se o concurso fosse para a estrada mais remendada… aí estaria a disputar os lugares cimeiros. Fruto das “constantes” rupturas na rede de água, a via tem sido sucessivamente esventrada e hoje quase não tem troços sem remendos.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.

EVENTOS