Sociedade

Metade dos acidentes com tractores em 2017 provocaram mortes

22 fev 2018 00:00

No ano anterior o número de ocorrências foi quase o dobro, mas menos mortal

metade-dos-acidentes-com-tractores-em-2017-provocaram-mortes-8171

Um homem de 60 anos morreu, na semana passada, vítima do despiste do tractor que conduzia numa zona de pinhal de Casal da Rola, no concelho de Pombal. Segundo o Jornal de Notícias, o homem perdeu o controlo do veículo agrícola, que capotou várias vezes antes de se imobilizar no fundo de um barranco.

Quando os bombeiros chegaram à vítima, esta estava por baixo do veículo e já não apresentava sinais vitais. Esta foi uma das últimas vítimas de acidentes com este tipo de veículo agrícola no distrito de Leiria. No mesmo dia, em Abrantes, outro homem tinha morrido pela mesma causa.

Segundo dados do Comando Territorial da GNR de Leiria, em 2017, verificaram-se 14 acidentes com tractores, dos quais resultaram sete mortos, quatro feridos graves e três feridos ligeiros.

No ano anterior, a GNR tinha registado 21 acidentes envolvendo tractores agrícolas, dos quais resultaram um morto, seis feridos graves e 21 feridos leves. Mas os números serão superiores, já que a GNR não intervém em todas as ocorrências.

Na estatística da sinistralidade com estes veículos na União Europeia, Portugal ocupa o terceiro lugar dos países com mais vítimas em acidentes com tractores agrícolas, a seguir à Grécia e à Polónia, contabilizando 123 mortos entre 2015 e 2016.

E esta é a principal causa de morte no trabalho agrícola a nível nacional, registando-se, segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, citados pela Lusa, 68 vítimas mortais em 2016 e 55 em 2015.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO