Viver

Metadança promove simbiose entre Dança e Património

30 abr 2019 00:00

Criatividade | Festival de Artes Performativas conhece este ano a sua oitava edição com uma aposta clara na fruição do espaço público enquanto cenário para a manifestação artística

DR
DR
DR
DR
DR
DR
DR
Rute Violante
Rute Violante
Rute Violante
Rute Violante
Rute Violante
Rute Violante
Jacinto Silva Duro

O Metadança - Festival de Artes Performativas que teve a sua primeira edição em 2012, no Moinho do Papel, em Leiria, regressa, este ano, até 5 de Maio, ao local onde teve a sua génese, levando a dança em todas as suas formas e expressões ao Teatro José Lúcio da Silva e ao Museu de Leiria.

A aposta na programação centra-se em projectos de dança realizados através de práticas colaborativas ou co-criação. 

“Este ano houve uma aposta total nas práticas colaborativas. Por exemplo, esse espectáculo, apesar de ter direcção da Madalena, a criação é partilhada entre uma artista da dança e outra da música, o mesmo acontece com o vídeo-dança, onde a orientação é feita por um artista da dança e um do vídeo… Na curadoria da exposição de fotografia, onde se juntam artistas da fotografia e da dança, acontece o mesmo”, explica João Fernandes, o director artístico deste festival que chega à oitava edição este ano.

Com início também no mesmo museu e patente até ao dia 5 de Maio, estará a exposição/instalação de fotografia de dança contemporânea Profunda Pele, resultado do curso  

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO