Economia

Massilly admite investir 15 milhões de euros para salvar Neorelva

2 out 2017 00:00

Empresa, que está em PER, tem fábrica na Marinha Grande.

massilly-admite-investir-15-milhoes-de-euros-para-salvar-neorelva-7215
Raquel de Sousa Silva

Fazer da Neorelva um dos seus centros de excelência para as embalagens industriais. É este um dos objectivos do grupo francês Massilly, que está disposto a integrar a empresa e a investir cerca de 15 milhões de euros em novos equipamentos industriais e de logística, novos moldes e tecnologias de informação que permitam melhorar a eficiência operacional, competitividade e condições laborais.

O investimento será feito na Marinha Grande (Neorelva Embalagens Plásticas) e em Vale de Cambra (Neorelva Embalagens Metálicas), mas para que tal aconteça o Processo Especial de Revitalização das empresas tem de ser homologado pelos credores.

O PER da empresa da Marinha Grande (onde trabalham 65 pessoas), já o foi, mas o mesmo tem de acontecer com o outro, explicou ao JORNAL DE LEIRIA Nuno Vilaça, presidente da Massilly Portugal. “Até ao final do ano os PER têm de transitar em julgado. O mercado não pára e não podemos andar anos em discussões judiciais”.

Caso o processo se arraste, a Massilly admite desistir do investimento em Portugal e investir nas unidades que tem em Espanha. Para já, o objectivo é ficar com a Neorelva e integrá-la no grupo, já que sendo especializada em embalagens industriais é vista como uma “mais-valia”. “Acreditamos que o know-how da Neorelva, nomeadamente na área das embalagens plásticas, pode ser uma mais-valia”, afirma o gestor.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO