Economia

Leiria pouco optimista quanto à evolução financeira dos negócios

28 mar 2016 00:00

Primeiro estudo de competitividade regional realizado pela Zaask

leiria-pouco-optimista-quanto-a-evolucao-financeira-dos-negocios-3502
Jacinto Silva Duro

Os empresários de Leiria estão pouco optimistas quanto à evolução financeira das empresas da região durante este ano.

São mesmo os segundos menos confiantes, com um resultado de 2,98 numa escala de um a cinco, quando a nível nacional a média é de 3,3, de acordo com o Estudo Nacional de Competitividade Regional

Contudo, em relação à situação económica no distrito, “Leiria encontra- se acima da média (2,47, em que 1 representa “muito má” e 5 “muito boa”) e é avaliada pelos empreendedores como sendo razoável, concluiu o estudo elaborado pela plataforma Zaask, que contou com a participação de mais de 1300 microempresas e empreendedores (que representam mais de 80% do tecido empresarial português).

De acordo com o trabalho, 78% dos inquiridos da região de Leiria revelam desconhecimento sobre a existência de programas de formação para pequenos empresários fornecidos pelas entidades governamentais ou locais.

E somente 11% estão familiarizados com a existência de programas de trabalho em rede.

Em relação ao acompanhamento a novos empreendedores, o distrito também regista um valor abaixo da média nacional: respectivamente 2,05 e 2,22, ocupando o antepenúltimo lugar.

Segundo a Zaask, “Leiria é, ainda assim, o quarto melhor distrito no que respeita à facilidade de contratação”, com um resultado de 3,13, acima dos 2,96 da média nacional.

Resultado que, refira-se, contraria outros dados que têm sido divulgados, e também...

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo

 

Texto alterado às 12:48 horas do dia 28-03-2016, para incluir a hiperligação para o Estudo Nacional de Competitividade Regional.