Desporto

Leiria com nove campeões nacionais em sub-18

2 ago 2020 10:31

No total, os atletas do distrito conquistam 17 medalhas: 9 de primeiro lugar, quatro de segundo e quatro de terceiro.

leiria-com-nove-campeoes-nacionais-em-sub-18
Beatriz Castelhano, do Arneirense, sagrou-se campeã nacional dos 100 metros e vice-campeã dos 200
DR

Os campeonatos nacionais de sub-18, que decorreram, este sábado, terminaram com nove títulos nacionais alcançados por atletas que representam clubes do distrito. No total, os jovens de Leiria conquistaram 17 medalhas.

David Pereira, do Clube Atletismo de Marinha Grande, sagrou-se campeão nacional no lançamento do peso, com 14,97 metros, enquanto Tiago Silva, do Grupo de Atletismo da Caranguejeira, triunfou nos 1.500 metros (4m08s01cs). Beatriz Castelhano, do Arneirense, ganhou os 100 metros (14.25 segundos), apesar de ser ainda iniciada de primeiro ano.

Seis dos nove campeões nacionais representam a Juventude Vidigalense: Guilherme Pereira, no salto com vara, transpondo a fasquia a 4 metros, Ashley Nhunga nos 100m barreiras, com 15s19cs, Ana Reis no triplo salto com 11,59 metros, Sofia Lavreshina nos 300m barreiras com 45.72 segundos, Bruna Santo no salto com vara, transpondo a fasquia a 3,10 metros, Eduardo Oliveira, no salto em comprimento com 6,81 metros.

As provas dos campeonatos nacionais de sub-18 (juvenis femininos e masculinos) decorrem no estádio municipal de Pombal e em mais 6 pistas distribuídas pelo continente e regiões autónomas da Madeira e Açores.

“O atletismo leiriense confirmou que mantém a sua forte dinâmica, apresar da crise sanitária que atravessamos”, refere um comunicado da Associação Distrital de Atletismo de Leiria (ADAL).

Nessa nota, a ADAL frisam que “foram competições muito diferentes das que estávamos habituados, sem os confrontos directos, com poucos atletas em cada pista e sem público”.

A ADAL esteve representada por sete clubes (no ano passado tinham sido 11). Este ano os atletas leiriense conquistaram nove títulos nacionais (seis em 2019), quatro segundos (número igual ao do ano passado) e quatro terceiras posições (menos uma do que no anterior campeonato). Foram, assim, 17 as medalhas alcançadas pelos jovens da ADAL foi de 17 medalhas (15 no ano anterior).