Sociedade

Há uma fábrica de brinquedos inclusivos na escola profissional de Pombal

16 jul 2021 12:09

Parceria | Ao abrigo de um acordo com o Centro de Recursos TIC, cerca de 50 alunos do estabelecimento de ensino ajudam meninos portadores de deficiência a brincar

ha-uma-fabrica-de-brinquedos-inclusivos-na-escola-profissional-de-pombal
Cerca de 50 estudantes recolhem e adaptam brinquedos para crianças portadoras de deficiência
Jacinto Silva Duro
Jacinto Silva Duro

Com o apoio dos professores, os alunos da Escola Tecnológica, Artística e Profissional de Pombal (ETAP) estão a adaptar e a transformar brinquedos de modo a torná-los inclusivos e facilmente acessíveis a crianças portadoras de deficiência de, pelo menos 11 escolas dos distritos de Leiria e de Coimbra.

Para dar resposta à falta de brinquedos inclusivos disponíveis nos estabelecimentos de ensino e não só, o Centro de Recursos TIC (CRTIC) para a Educação Especial de Pombal desafiou a ETAP para uma parceria que permite dotar os alunos, daquela que foi a primeira escola profissional criada em Portugal, com competências sociais e valores como a tolerância a capacidade de trabalho em equipa, relações interpessoais, responsabilidade, voluntariado, desenvolvimento sustentável ou autonomia em novas situações.

Na iniciativa estão envolvidos cerca de 50 alunos do Curso de Mecatrónica.

Joel Nunes e Francisco Mendes têm ambos 17 anos e são dois desses estudantes. Estão a concluir o 2.º ano e explicam como é adaptar brinquedos para quem, de outro modo, dificilmente, teria possibilidade de brincar.

"Os brinquedos mantêm as suas funções, o que difere é o modo como são activados. Alguns deles chegam- -nos avariados e a nossa primeira tarefa é a de repará-los", explicam.

Competências
Tolerância e inclusão

A inovação e a criatividade não param na ETAP. Um dos alunos, na sua Prova de Aptidão Cultural, apresentou um projecto para permitir às crianças portadoras de deficiência operarem um brinquedo através de um tablet, entre outras ideias inovadoras.

"Este tipo de trabalho dos alunos da ETAP traz-lhes também competências sociais, tolerância e inclusão e isso é extremamente positivo, numa sociedade que está cada vez mais desperta para estas questões", destaca José Henriques, do CRTIC, instituição que que tem a seu cargo 23 agrupamentos, em 11 concelhos, dos distritos de Leiria e Coimbra.

Um grande botão vermelho omnidireccional, o “manípulo”, serve como interruptor para activar a função principal do brinquedo. Esta pode co

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
ASSINE JÁ
Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.