Economia

Exportação de pêra rocha cresce 16% e vale 90 milhões de euros

7 fev 2020 12:20

As vendas de Pera Rocha do Oeste lá fora têm crescido e valem já 90 milhões de euros. Mais de metade da produção é exportada, o que coloca o fruto entre os produtos agrícolas mais exportados

exportacao-de-pera-rocha-cresce-16percent-e-vale-90-milhoes-de-euros
Foram investidos 430 mil euros num projecto de promoção da pera
Ricardo Graça/Arquivo
Raquel de Sousa Silva

Na última campanha foram colhidas 200 mil toneladas de pera rocha e 60% desta produção foi vendida nos mercados internacionais, com Marrocos a liderar, seguindo-se o Brasil e a Inglaterra. De Janeiro a Novembro de 2019, as exportações renderam 90 milhões de euros, um crescimento de 16% face ao ano anterior.

Os dados foram revelados pela Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha (ANP), que na semana passada promoveu um encontro no Bombarral para dar a conhecer alguns dos resultados do projecto de promoção deste fruto nos mercados internacionais. Entre 2017 e 2019 a associação levou a cabo 15 iniciativas de promoção deste fruto em sete mercados estratégicos.

É esta aposta de promoção nos mercados externos, a par do traballho das centrais fruteiras, que tem permitido o crescimento das vendas lá fora, considera Domingos Santos, presidente da ANP, que diz ser difícil nesta altura fazer previsões quanto aos valores das exportações de 2020. Neste momento é o Brasil quem lidera a procura, absorvendo 40% das exportações.

O dirigente adianta ao JORNAL DE LEIRIA que a área de produção tem crescido ao longo dos anos – os cinco mil produtores associados da ANP têm agora 11 mil hectares de pomar, o equivalente a 85% de toda a área de cultivo da Pera Rocha do Oeste – mas lamenta a “grande estagnação” verificada nos preços.

Para aumentarem as margens os produtores teriam de reduzir custos, “mas não é fácil quando todos os factores de produção sobem”. Pela via do aumento da eficiência também pouco há a fazer. “Já chegámos a um ponto de eficiência tal que não é por aí que vamos conseguir”.

Para aqueles valores de exportação contribuíram as mais de dez mil toneladas de fruta exportadas através do Lidl Internacional para os seus hipermercados na Alemanha, França, Espanha, Luxemburgo, Áustria e Inglaterra. A parceria com a multinacional alemã, que obrigou 14 empresas a organizarem-se num consórcio, começou em 2014.

Nesse ano foram exportadas duas a três mil toneladas e desde então as exportações têm sempre vindo “a crescer de forma sustentável”, disse o director de frutas e legumes da cadeia em Portugal, Jorge Silva, citado pela Lusa. Por semana, 32 camiões transportam pera rocha do Oeste para s

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO