Viver

E o prémio Fotógrafo do Ano 2020 vai para...

8 mar 2020 20:00

Piedade Oliveira reside em Fátima há cerca de 30 anos

e-o-premio-fotografo-do-ano-2020-vai-para
O prémio foi o reconhecimento da dedicação e profissionalismo
DR
Daniela Franco Sousa

É natural de Fátima e é a primeira mulher em Portugal a receber o prémio Fotógrafo do Ano, atribuído pela Associação Portuguesa dos Profissionais da Imagem (APPImagem).

Na edição 2020, certame a que concorreram 604 obras de fotógrafos de todo o País, Piedade Oliveira foi nomeada finalista junto a quatro outros profissionais da imagem, que competiram com fotografias de diversas temáticas: animais, arquitectura e interiores, arte digital e conceptual, criação livre, comercial, desporto, espectáculo, fine art, foto-jornalismo, gentes e locais, industrial, macrofotografia, moda, nu artístico, paisagem natural, fotografia urbana (street photography), retrato e solteiros.

Em simultâneo, a fotógrafa de Fátima alcançou o título duplo Mestre Fotógrafo/Mestre Fotógrafo Instrutor, até hoje concedido a um grupo restrito de profissionais da área. Na edição do ano passado, foi-lhe atribuída a Obra do Ano com o tema Criação livre e a distinção Especialista em casamento.

Piedade Oliveira, de 55 anos, é natural de Ourém, mas reside em Fátima há cerca de 30 anos. Embora tenha casado com um fotógrafo e tenha passado muitos anos a trabalhar numa loja de fotografia, Piedade Oliveira explica ao JORNAL DE LEIRIA que nem sempre se interessou por esta arte. Mas, aquando da transição do analógico para o digital, durante uma reportagem fotográfica, o casal foi assaltado.

Nessa altura, o marido teve de investir em novo material e a sua escolha recaiu sobre os então modernos equipamentos digitais. Piedade ficou desde logo encantada com a possibilidade de conhecer imediatamente o resultado dos disparos. Entusiasmada, começou também a praticar fotografia, fazendo retratos tipo passe.

Hoje, Piedade Oliveira diz-se “apaixonada pela fotografia”, um prazer que concilia com outras paixões, como é o caso das viagens. Já os programas de televisão e os filmes no cinema, salienta a fotógrafa, são quase impossíveis de apreciar sem serem dissecados pela profissional, que os usa como inspiração. Seja nos temas, nos ângulos, na luz ou noutros pormenores.

Para Piedade Oliveira, es

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO