Sociedade

Dux: petiscos e vinhos obrigatórios na prova oral

1 mar 2019 00:00

Novo restaurante no Vale Sepal, em Leiria.

dux-petiscos-e-vinhos-obrigatorios-na-prova-oral-9929

Em Coimbra, são sócios em quatro restaurantes, com vários conceitos, todos sob a chancela Dux. Luís Marques, Vítor Jesus, Luís Moura e Rafael Santos. Os três primeiros investem agora no Dux Cidade do Lis, em Leiria, a funcionar no Vale Sepal (Rua da Moura, lote 3). Luís Marques está aos comandos do projecto, que se inspira na gastronomia de raiz portuguesa e quer surpreender com a dose certa de tradição e originalidade.

A principal proposta do Dux Cidade do Lis são os petiscos para partilhar – o convite é mesmo para que os petiscos se tornem o prato central da refeição, apoiados numa carta de vinhos com 150 referências, incluindo marca própria, em parceria com produtores do Douro, Dão e Alentejo. Em alternativa, há sopas, saladas e sugestões de carne e peixe.

Nos dias úteis, de terça a sexta, porque o restaurante encerra para descanso à segunda-feira, conte ainda, durante o almoço, com menus de preço fixo num registo declaradamente tradicional – 8,90 euros, couvert, prato principal, bebida e café, com sobremesa à parte. Já foram opção o bacalhau lascado com cebolada, couve e pão tostado, os secretos de porco preto com arroz de feijão e a caldeirada de peixe; as quintas-feiras estão reservadas para o arroz de cabidela.

Depois do curso de cozinha na Escola Profissional de Leiria, Luís Marques trabalhou em Coimbra, Marinha Grande, Lisboa e Angola. No Dux promete qualidade de serviço e boa comida, na mesma linha do Dux Petiscos e Vinhos de Coimbra, eleito, em 2014, pela Revista de Vinhos, o melhor wine bar de Portugal. Os outros restaurantes irmãos são o Dux Bistrot, o Dux Taberna Urbana e o Dux Café.

Para partilhar: 18 opções, entre 3 e 8,50 euros 
Quatro petiscos para duas pessoas, a medida de uma refeição média no Dux Cidade do Lis. Com 18 propostas à escolha, entre 3 e 8,50 euros, na lista de petiscos, destacam-se a feijoada de cogumelos, os cogumelos salteados com linguiça e ovo, o pica-pau de atum, o folhado de queijo de cabra com cebola roxa e puré de maçã, as tiras de vazia com molho de queijo da Serra da Estrela ou ainda o queijo camembert no forno com coulis de frutos vermelhos, a morcela crocante com puré de maçã e as gambas em tempura. A partir de 10 pessoas, há a possibilidade de experimentar o rodízio de petiscos, com oito variedades, excepto nos jantares de sexta-feira e sábado. Também para grupos, existem mais duas opções, que incluem menus completos. No resto, a ementa soma saladas (três sugestões entre os 6,50 e os 8 euros: a clássica receita césar, o atum braseado com feijão frade e o carpaccio de novilho com lascas de parmesão), pratos de peixe (bife de atum à portuguesa, 13 euros; polvo à lagareiro, 15 euros; e posta longa de bacalha com arroz de grelos, para duas pessoas, 28 euros) e pratos de carne (tornedó wellington com legumes salteados, para duas pessoas, 32 euros; bife à Dux, com molho de cogumelos e batatas fritas, 13,50 euros; e peito de frango com risotto de cogumelos, 13 euros). A encerrar, seis sobremesas, entre 1,50 e 4 euros, com diferentes sugestões de vinho do Porto e da Madeira para acompanhar, do leite creme queimado ao mil folhas de limão, da tarte de maçã com gelado de baunilha ao pudim de queijo da serra, da bola de gelado (ou sorvete) à mousse de chocolate e favo de mel.
EVENTOS