Sociedade

Doutoramentos devem ser dados por quem tem competência

23 jun 2016 00:00

Nuno Mangas voltou a reiterar que o “grau de doutor deve ser outorgado pelas instituições de ensino superior que, depois de avaliadas, demonstrem ter competência para o fazer, e não em função da sua designação”.

doutoramentos-devem-ser-dados-por-quem-tem-competencia-4465

O presidente do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), responde assim ao facto de o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, ter deixado a “porta aberta” para a possibilidade dos institutos politécnicos poderem oferecer doutoramentos, o governante vem agora dizer que o caminho para o ensino superior é uma maior diferenciação entre as missões dos ensinos universitários e politécnico.

Segundo o jornal Público, as declarações de Manuel Heitor foram feitas numa audição parlamentar que decorreu esta terça-feira, onde afirmou que o sector necessita de “diversificação”, algo que passa por “reforçar as missões específicas” das universidades e dos institutos superiores e também por aumentar as diferenciações entre as instituições de cada um dos subsistemas.

O ministro do Ensino Superior diz que apenas mostrou abertura para discutir essa solução. “São conhecidas, e foram públicas, as afirmações que o senhor ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior proferiu quando visitou o Politécnico de Leiria e, pela nossa parte, é nelas que fazemos fé.

Não temos conhecimento de qualquer alteração da posição do senhor ministro sobre esta matéria e, como é óbvio, não nos iremos pronunciar só com base em notícias de jornal”, diz Nuno Mangas. Quando essa possibilidade foi tornada pública, surgiram de imediato críticas dos reitores das universidades.

 

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.