Sociedade

Depois das cabras, Serro Ventoso aposta nas vacas sapadoras

26 set 2019 00:00

Freguesia de Porto de Mós recorre a bovinos para limpar baldios e, dessa forma, ajudar a prevenir incêndios.

depois-das-cabras-serro-ventoso-aposta-nas-vacas-sapadoras-10701
Maria Anabela Silva

A experiência começou há três anos, com cabras. Agora, a Junta de Serro Ventoso, em Porto de Mós, está a recorrer também a vacas como 'arma' para limpar muito do mato que há nas zonas de baldios da freguesia e, dessa forma, ajudar a prevenir os incêndios.

Carlos Cordeiro, presidente da Junta, explica que experiência começou em Junho, ao abrigo de uma parceria com um jovem agricultor do concelho, que “se disponibilizou para trazer cerca de 50 vacas” para terrenos públicos da freguesia. E os resultados estão a revelar-se animadores.

“Nota-se bem onde elas andaram. O que não comem, derretem. Até as giestas roem”, descreve o autarca, frisando que “é impossível” limpar toda a área de baldios com recurso a maquinaria ou mão-de-obra. Além de que, frisa, passados “dois ou três anos é necessário voltar a fazer esse trabalho”, dando o exemplo da faixa de protecção criada há cerca de dois anos perto da zona onde pastoreiam as vacas, onde a erva está de novo a crescer.

“Foram investidos cerca de 80 mil euros e, entretanto, será preciso limpar outra vez”, constata Carlos Cordeiro, adiantando que o projecto pret

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO