Covid-19

Covid-19: Batalha e Pedrógão Grande sobem para "risco muito elevado" e Caldas, Marinha e Ourém para "elevado"

22 jul 2021 14:17

Pombal subiu para "alerta". Apenas Alvaiázere, Ansião, Castanheira e Figueiró estão de fora do mapa de risco

covid-19-batalha-e-pedrogao-grande-sobem-para-risco-muito-elevado-e-caldas-marinha-e-ourem-para-elevado
Do distrito, apenas Alvaiázere, Ansião, Castanheira e Figueiró estão no verde
Mika Baumeister@Unsplash

No seguimento da reunião de hoje do Conselho de Ministros e perante o evoluir da pandemia da Covid-19, para a região, o Governo deliberou manter a Nazaré e Peniche no grupo dos municípios em “risco muito elevado”. Da região, juntam-se a Batalha e Pedrógão Grande. A manutenção ou subida do grau de risco acontece por, em duas vezes seguidas se terem registado mais de 240 casos por 100 mil habitantes - ou 480 casos nos concelhos de baixa densidade populacional.

Caldas da Rainha, Marinha Grande e Ourém (concelho do distrito de Santarém), que, na semana passada, estavam em grau de alerta, sobem a escala para risco elevando, juntando-se a Alcobaça, Leiria, Porto de Mós, Bombarral e Óbidos que já se encontravam em “risco elevado”, por terem tido duas vezes seguidas mais de 120 casos por 100 mil habitantes - ou 240 casos nos concelhos de baixa densidade populacional.

Da região, a lista dos concelhos "em alerta", entra Pombal, por ter mais de 120 casos por 100 mil habitantes, embora mantenha as regras que entraram em vigor a 14 de Junho.

Na Nazaré, em Peniche, na Batalha, em Pedrógão Grande e nos restantes concelhos nacionais em “risco muito elevado”, as regras a partir de hoje são as seguintes:

- Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam,
- Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22:30 horas (no interior, com um máximo de seis pessoas por grupo, com apresentação de teste ou certificado Covid; em esplanada, dez pessoas por grupo);
- Espectáculos culturais até às 22:30 horas;
- Casamentos e baptizados com 25% da lotação;
- Ginásios sem aulas de grupo e permitidas modalidades desportivas de baixo e médio risco;
- Comércio a retalho até às 21 horas durante a semana. Aos fins-de-semana e feriados, retalho alimentar até às 19 horas e não-alimentar até às 15:30 horas;
- Limitação da circulação na via pública a partir das 23 horas.

Em Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Leiria, Marinha Grande, Óbidos, Ourém e Porto de Mós, e nos restantes concelhos de “risco elevado”, o Governo estabelece o seguinte:

- Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam,
- Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22:30 horas (no interior, com um máximo de seis pessoas por grupo; em esplanada, dez pessoas por grupo);
- Espectáculos culturais até às 22:30 horas;
- Comércio a retalho até às 21 horas;
- Limitação da circulação na via pública a partir das 23 horas.

Nos concelhos “em alerta” - Pombal -, mantêm-se em vigor as regras que entraram em vigor a 14 de Junho. 

- Teletrabalho recomendado nas actividades que o permitam;
- Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de seis pessoas no interior ou dez pessoas em esplanadas) até à meia-noite para admissão e 1 hora para encerramento;
- Comércio com horário do respetivo licenciamento;
- Transportes públicos com lotação de dois terços ou com a totalidade da lotação nos transportes que funcionem exclusivamente com lugares sentados;
- Espectáculos culturais até à meia-noite;
- Salas de espectáculos com lotação a 50%;
- Fora das salas de espectáculo, com lugares marcados e com regras a definir pela DGS.
- Escalões de formação e modalidades amadoras com lugares marcados e regras de acesso definidas pela DGS;
- Recintos desportivos com 33% da lotação;
- Fora de recintos aplicam-se regras a definir pela DGS.

A ministra do Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, disse hoje que o Executivo não tratou de regras para novas medidas mais restritivas do que as que já foram anunciadas para os concelhos com maior risco de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2.
Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.