Sociedade

Comunidade educativa defende articulação entre escola e família

18 mar 2016 00:00

Auditório da secundária Domingos Sequeira encheu durante quase três horas DR Debate Uma escola em construção na Secundária Domingos Sequeira, em Leiria

comunidade-educativa-defende-articulacao-entre-escola-e-familia-3425
Jacinto Silva Duro

A relação entre duas instituições sociais centrais, a escola e a família, como contributo para a educação das crianças e dos jovens foi defendida pelos participantes do debate Uma Escola em Construção – Papéis e Contributos, que decorreu na sexta-feira, na Escola Secundária Domingos Sequeira, em Leiria.

Durante quase três horas, pais, professores, sociólogos e psicólogos reflectiram sobre a intervenção de cada instituição na criação de um melhor ambiente escolar.

O ponto de partida foi dado por Pedro Silva, sociólogo, docente e investigador da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, do Instituto Politécnico de Leiria, ao afirmar que “nunca foi legislado qual a fronteira entre a escola e a família”, alertando também para a questão de haver a necessidade de definir limites na atribuição de papéis de cada instituição para a promoção do sucesso educativo.

Para Pedro Silva “há sempre que salvaguardar aquilo que são as competências de cada instituição”, o que torna essencial haver uma boa relação entre as associações de pais e os pais, e as escolas.

Carlos Rainho, representante da Ferlei (Federação Regional das Associações de Pais e Encarregados de Educação de Leiria) apelOU, também, à participação crescente dos pais e, nomeadamente, associações de pais, na educação dos alunos.

 

“Tem de haver uma relação biunívoca durante o processo.”

“Neste processo de construção, não só os alunos estão em construção. ...

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo