Sociedade

Coimbra quer ficar com os voos comerciais reivindicados por Monte Real

8 ago 2017 00:00

Perante o autismo do Governo e a passividade das "forças" da região de Leiria, parece estar aberta uma guerra na zona Centro pela criação de um novo aeroporto que sirva condignamente a região.

coimbra-quer-ficar-com-os-voos-comerciais-reivindicados-por-monte-real-6950

Se o Governo não avança com a abertura da Base Aérea N.º 5, de Monte Real, aos voos comerciais, prejudicando a região Centro e se as "forças" políticas e económicas não têm "força" para exigir uma solução, Coimbra avança e tentará ser o local escolhido para um aeroporto regional no Centro de Portugal.

Esta parece ser a ideia por detrás dos estudos encomendados pelo presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, em vésperas de eleições autáquicas.

O autarca parece querer capitalizar em benefício próprio e da região de Coimbra a eventual transformação do aeródromo Municipal Bissaya Barreto, em Antanhol, em aeroporto comercial. 

A notícia é avançada pelo site noticioso Notícias de Coimbra que afirma que o autarca entende que a abertura ao tráfego civil da BA 5 poderá tornar-se inviável por “dificuldades técnicas e de operação”.

“Como alternativa a Monte Real apresentaremos a solução Cernache”, sublinhou em declarações aos jornalistas após entregar no tribunal as listas da candidatura (Re)Valorizar Coimbra.

O site recorda que até já o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aterrou no sábado, 5 de Agosto, no Aeródromo Municipal Bissaya Barreto, viajando a partir de Lisboa, a bordo de um avião da Força Aérea Portuguesa.

Segundo o Notícias de Coimbra, o Presidente da República terá desejado dar um sinal que a infraestrutura pode ser mais do que é, manifestando assim, de forma subliminar, o seu apoio às pretensões de Manuel

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.