Sociedade

Câmara reage a notícia sobre hipótese de bazar chinês na antiga Zara

14 out 2016 00:00

Em comunicado, a Câmara de Leiria assegura que “tudo fará para que a ocupação daquele local seja compatível com aquela área nobre do centro da cidade”.

camara-reage-a-noticia-sobre-hipotese-de-bazar-chines-na-antiga-zara-5214

A Câmara de Leiria garante, em comunicado, que “tudo fará” para que antigo Paço Episcopal, edifício onde, até há poucos meses, funcionou a Zara, tenha uma ocupação “compatível” com aquela “área nobre do centro da cidade”.

O comunicado da autarquia surge na sequência da notícia avançada ontem, dia 13 de Outubro, pelo JORNAL DE LEIRIA que dá conta da existência de uma proposta para a instalação de um bazar chinês no local.

Em resposta às reacções à notícia, nomeadamente, na rede social Facebook, o município sublinha que “está atento às legítimas opiniões dos leirienses” e procura transmitir uma “palavra de tranquilidade”, assegurando que “tudo fará para que a ocupação daquele local seja compatível com aquela área nobre do centro da cidade de Leiria”.

No comunicado, a autarquia não se pronuncia sobre o seu hipotético interesse na aquisição do imóvel.

Desde que, em Julho deste ano, a Zara fechou portas no centro de Leiria, que circulam rumores dando conta da possível instalação no local de um bazar chinês. Ao que o JORNAL DE LEIRIA apurou, já existirá uma proposta nesse sentido.

Para já, tanto a autarquia como o fundo imobiliário proprietário do edifício remetem-se ao silêncio.

No entanto, o interesse pelo edifício não será exclusivo de investidores chineses. Ao que apurámos, a própria câmara poderá estar na disposição de adquirir o imóvel, com vista à instalação no local da loja do cidadão.

A autarquia termina o seu comunicado sublinhado que "(...) compete sempre à autarquia dar uma palavra de tranquilidade. Em breve esperamos poder anunciar boas notícias à população de Leiria."


 

EVENTOS