Sociedade

Câmara da Batalha quer instalar Arquivo Histórico na antiga conservatória

2 jan 2020 16:00

Município reclama gestão de antigas instalações da conservatória, devolutas há quase três anos.

camara-da-batalha-quer-instalar-arquivo-historico-na-antiga-conservatoria
Localizadas na rua dos Bombeiros, as instalações da antiga conservatória estão devolutas desde a abertura da Loja de Cidadão da Batalha
DR

O Município da Batalha quer transformar as antigas instalações da Conservatória de Registo Civil, Predial e Comercial da vila em arquivo histórico.

Essa pretensão foi recentemente transmitido aos ministros das Finanças, da Justiça e da Modernização do Estado e da Administração Pública, num ofício onde o município reclama a gestão do espaço, que se encontra devoluto desde a abertura da Loja de Cidadão da Batalha, há quase três anos.

Em comunicado, a Autarquia explica que o objectivo é “criar melhores condições aos estudantes e investigadores que, cada vez mais, recorrem à consulta e estudo dos arquivos históricos do Município da Batalha” e dar “apoio a instituições como o CEPAE-Centro do Património da Estremadura”. 

Naquela nota de imprensa, a Câmara frisa que as antigas instalações da Conservatória, localizadas na rua dos Bombeiros, estão “sem qualquer utilização” e que a proposta do Município se enquadra no novo regime jurídico da transferência de competências da Administração do Estado para os municípios, onde se inclui a gestão do património do Estado devoluto.

Para o presidente da Câmara, Paulo Batista Santos, “este é mais um projecto de aproximação dos serviços públicos dos cidadãos e que pretende, igualmente, evitar a degradação do património imobiliário do Estado que se encontra sem uso, fomentando a respectiva recuperação e reutilização, permitindo a fruição pública deste património e um uso mais eficiente destes recursos, valorizando-os”. 

De acordo com a proposta apresentada pelo Município, prevê-se a criação de uma área de atendimento, de um espaço afecto à área administrativa e controlo de acessos, zona de tratamento de documentação do acervo histórico municipal e sala polivalente, com espaço de leitura e para realização de reuniões de trabalho e sessões de estudo.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.