Sociedade

"Brincar de Rua" recebe Prémio Fundação das Crianças da UEFA 2020

4 jun 2020 12:13

Distinção tem o valor de 50 mil euros

brincar-de-rua-recebe-premio-fundacao-das-criancas-da-uefa-2020
Brincar de Rua
DR

A Associação Ludotempo (APB), com o programa Brincar de Rua, foi uma das escolhidas para receber o prémio Fundação das Crianças da UEFA 2020.

O Brincar de Rua criou uma nova metodologia de capacitação - as Tribos do Brincar -  e abriu candidaturas a novos Guardiões do Brincar (voluntários) em todo o País, até 14 Junho.

O objectivo é dar "alguma normalidade" às crianças que se encontram em confinamento desde 16 Março e a possibilidade de voltar a brincar na rua em segurança, cumprindo as recomendações da Direcção-Geral da Saúde.

O Prémio das Crianças da UEFA 2020 tem o valor de 50 mil euros.

O galardão envolveu 55 associações-membro da UEFA, entre elas a Federação Portuguesa de Futebol, na designação de instituições de caridade candidatas com o objectivo de apoiar crianças vulneráveis, desfavorecidas ou marginalizadas.

A Ludotempo (APB), com o programa Brincar de Rua, foi uma das 20 escolhidas pelo Conselho da Fundação das Crianças para receber o prémio. 

“O prémio vem reconhecer a importância de mais de três anos de acção do programa Brincar de Rua e chega em circunstâncias extraordinárias, onde, nunca como agora, dado o período de confinamento das crianças e o ensino à distância, foi tão importante cuidarmos da sua saúde física, mental e social. É preciso sermos solidários com as crianças e mobilizar-nos para, em segurança, lhes darmos a oportunidade de vir à rua, todos os dias: de serem mais activas, de brincar ao ar livre, de contactar com a natureza, de respirar… Por essa mesma razão, criámos as Tribos do Brincar”, afirma o coordenador do programa, Francisco Lontro. 

A Ludotempo, explica, em comunicado que a metodologia Brincar de Rua ajusta-se a estes novos tempos com um novo programa de capacitação: as Tribos do Brincar.

Com as crianças em confinamento desde 16 Março, longe dos amigos e da família alargada, com 80% do seu tempo ocupado com actividades sedentárias, as Tribos do Brincar vêm dar resposta à necessidade de mudança para que as crianças possam ver-lhes devolvida a rua e o tempo de exploração e socialização ao ar livre, com espaço para serem activas e brincarem livremente, de forma não estruturada.

As Tribos do Brincar são constituídas por, no máximo, oito crianças, e por dois Guardiões do Brincar (adultos voluntários) que durante, pelo menos, uma hora por semana se reúnem sempre no mesmo local e horário. “A ideia é que as Tribos reúnam pessoas que fazem parte do meu núcleo de confiança: os meus filhos, o vizinho do prédio/rua, os filhos de familiares ou amigos mais chegados da escola dos meus filhos”, explica Francisco Lontro, coordenador do programa. 

As Tribos do Brincar podem ser criadas em todo o país e as atividades são totalmente gratuitas.

Candidaturas para Guardiões do Brincar até 14 Junho

Para se ser Guardião do Brincar é necessário ser bem-disposto, responsável e estar disponível para crianças. As candidaturas a Guardiã(o) do Brincar são em equipa (2 adultos) em que, pelo menos um seja pai/mãe ou tutor de uma criança.  É necessário que os voluntários passem por uma entrevista, entreguem o registo criminal e concretizem uma breve formação.

Inscrições para Guardiões do Brincar para criação de Tribos do Brincar em AQUI ou em AQUI.

Mais informações sobre o programa.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.