Covid-19

Batalha vai reabrir mercados e cemitérios na próxima semana

27 abr 2020 13:17

Uso de máscara será obrigatório no mercado da Batalha, na feira de São Mamede e nos cemitérios.

batalha-vai-reabrir-mercados-e-cemiterios-na-proxima-semana
Para garantir que o desconfinamento se faça em segurança, Câmara da Batalha tem vindo a distribuir material de protecção à população
Ricardo Graça

A Câmara da Batalha vai avançar, a partir do próximo domingo, com a reabertura “gradual” de vários serviços municipais. Os cemitérios serão os primeiros espaços a reabrir, o que acontecerá no domingo, seguido-se, na segunda-feira, o mercado da Batalha e depois o de São Mamede. Haverá a obrigatoriedade de usar máscaras. 


Em comunicado, a Autarquia explica que a reabertura dos vários serviços municipais acontecerá de “uma forma gradual” e com “novas regras de protecção e de distanciamento social, tendo em conta as decisões do Governo e em articulação com as autoridades de saúde”.


Já este domingo, voltarão a ser abertas as portas dos cemitérios. Numa fase inicial, haverá um funcionário municipal “a distribuir máscaras e a sensibilizar para que se mantenha o distanciamento social”, adianta o presidente da Câmara, Paulo Batista Santos, em declarações ao JORNAL DE LEIRIA.


Na segunda-feira, dia 4, será retomada a actividade do mercado municipal da Batalha, também com novas regras. Além do redesenho da distribuição de bancas, para garantir um afastamento “entre um metro e e dois metros”, foi definido “um local de entrada e outro de saída autónomos”, refere o autarca.

À entrada do mercado, haverá um dispositivo para a desinfecção de mãos, sendo que nas bancas que impliquem “maior manuseamento de produtos”, terão também “desinfectante e luvas”. O uso de máscara é obrigatório, tanto aqui como na feira de São Mamede.


De acordo com aquela nota de imprensa, o Município conta ainda, durante o mês de Maio, reabrir “progressivamente os serviços de atendimento presencial da Loja do Cidadão e demais serviços de atendimento municipal”. 


Em Junho e “em função da evolução epidemiológica no “concelho”, a Autarquia está “a programar a retoma de funcionamento” de alguns equipamentos culturais e desportivos , “com a consciência de que desconfinamento não significa, por muito e longo tempo, voltar à normalidade”.


“Vamos ter de usar máscara para ir ao mercado ou para ir à escola. Estes equipamentos vão ter uma lotação reduzida e níveis de higienização superiores aos que tinham. Isto é um encargo, mas é fundamental para dar confiança às pessoas”, refere Paulo Batista Santos, citado pela nota de imprensa da Câmara.


O autarca lembra que “o próximo desafio é a retoma das actividades económicas, mantendo as empresas, os postos de trabalho e os rendimentos”, pois “é essencial que os agentes económicos saiam desta fase na melhor situação possível para poderem ser parceiros na fase de relançamento da economia local”.


Para isso, a Câmara Municipal tomou várias medidas de apoio às famílias e às empresas, tendo também assegurado o apoio na distribuição de equipamentos de protecção “a toda a população e empresas que o solicitaram, num projecto inovador já em curso desde Março, o que permitiu antecipar medidas e hábitos de protecção no contexto social e empresarial”.


A autarquia garante igualmente o apoio ao reinício das aulas, através da disponibilização dos meios tecnológicos para o ensino à distância, e disponibilizou testes à Covid-19 a todas as entidades que estão na linha da frente na gestão da pandemia, designadamente aos bombeiros, forças de segurança e instituição de apoio social.   

 

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.