Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Aprovados apoios para obras na antiga central de Porto de Mós
Foto: DR

Sociedade

15 Fevereiro 2017

Aprovados apoios para obras na antiga central de Porto de Mós

Peugeot 3008

Município viu aprovado financiamento para a obra no valor de 1,6 milhões de euros

Está confirmado. A remodelação do edifício da antiga central termoeléctrica de Porto de Mós vai ser financiada com fundos comunitários.

Em comunicado, o município revela que a candidatura foi aprovada pela Comissão Directiva do Programa Operacional Regional do Centro. Assim, a obra será comparticiada em 85%, o que se traduz num apoio de 1,6 milhões de euros, num investimento que rondará 2,1 milhões de euros.


A candidatura foi submetida no âmbito do concurso relativo a operações enquadradas nos PARU - Plano de Acção para a Regeneração Urbana. “Da análise dos elementos apresentados na fase de candidatura e nos esclarecimentos posteriores, concluiu-se que a candidatura cumpria os critérios de elegibilidade da operação e do beneficiário pelo que foi considerada admitida”, refere o comunicado da câmara.

Os trabalhos estão já a decorrer há alguns meses. O projecto de intervenção prevê que a reconversão do edifício em museu e arquivo municipais.

A componente museológica ocupará o primeiro piso, onde haverá uma zona para exposição permanente e salas de reservas e multimédia. No piso térreo, haverá um auditório, uma área para mostras temporárias, zona de arquivo (arquivos fotográfico e multimédia e salas de triagem e de expurgo) e loja. No terceiro piso, ficarão as áreas técnicas: centro de documentação e salas de restauro e de digitalização.

Além de ser um espaço inclusivo, acessível a pessoas cegas, surdas e com mobilidade reduzida, o edifício irá destacar-se também pela eficiência energética, com a instalação de painéis fotovoltaicos, que deverão assegurar cerca de 75%das necessidades de energia do edifício.


 

Jornal de Leiria
RedacçãoJornal de Leiria redaccao@jornaldeleiria.pt






Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador