Sociedade

Ajudou Éder no Euro 2016. Funciona com pais e alunos?

30 set 2017 00:00

'Coaching' no percurso escolar.

ajudou-eder-no-euro-2016-funciona-com-pais-e-alunos-7210
Jacinto Silva Duro

Há cada vez mais jovens com falta de confiança, com uma auto-imagem distorcida. Crianças “extremamente dependentes”, com pais “extremamente possessivos”, o que não lhes permite ter autonomia.

Alunos que se desvalorizam diariamente, afirma Cristina Marques, psicóloga na Escola Secundária Domingos Sequeira. “É importante fazer com que essas crianças percebam quais os seus pontos fortes e, a partir daí, aumentá-los.”

Esta é uma das áreas em que o coaching actua. Aplica-se “fundamentalmente em áreas onde a competição é grande”, adianta a psicóloga, como aconteceu com o conhecido caso de Éder, no Campeonato Europeu de Futebol em 2016.

No entanto, para Cristina Marques, alguns “princípios estratégicos” desta ferramenta em âmbito escolar apenas fazem sentido se “acoplados de outros planos estratégicos”. A psicóloga admite que existem benefícios em usar o coaching no meio escolar, no entanto, “nunca no sentido de vencer”, mas sim no sentido de “construir, preservar e moderar conflitos”.

Maria do Céu Mendes, professora de educação especial naquela escola e formada em coaching, explica que esta é uma ferramenta que pode construir um plano de acção aos alunos. “Serve para o aluno descobrir os seus recursos e potenciais.”

Além destas problemáticas, também as dificuldades de aprendizagem, de concentração ou de relacionamento têm levado os pais a inscreverem os seus filhos no programa de coaching do centro de explicações Matriz Minds, em Leiria, afirma Eva Rosa, reponsável pela gestão do espaço.

“O coach vai ser um orientador do crescimento pessoal, que ajudará na concretização dos resultados escolares ou académicos.” Este método é uma ferramenta complementar às explicações e ao apoio ao estudo que o Matriz Minds oferece.

O coaching tem “um potencial enorme para apoiar na gestão de emoções, de relações e de conflitos”, salienta Paula Jorge, coach no Aquarela Life Design, na Marinha Grande. Menos ansiosos, os jovens ficam “mais disponíveis” para encontrar soluções “que lhes garantam maior sucesso académico”.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO