Viver

Palavra de Honra | A ideia de não conseguir conquistar o que ambiciono, inquieta-me.

17 out 2020 12:41

Tânia Nicole, Designer de Moda

palavra-de-honra-or-a-ideia-de-nao-conseguir-conquistar-o-que-ambiciono-inquieta-me

- Já não há paciência... para álcool gel, máscaras e tudo o que tenha a ver com vírus.

 

- Detesto… couves, virou um trauma depois de ser obrigada a comê-las no infantário, só me consegui ver livre das couves no dia em que as retirei da sopa e as escondi debaixo do prato, aí perceberam que era inútil continuar a insistir, até hoje não consigo engolir nada que se assemelhe à textura da couve.  

 

- A ideia... de não conseguir conquistar o que ambiciono, inquieta-me.     

 

- Questiono-me se... as calças boca de sino irão voltar a ser a tendência global que foram nos anos 2000, espero que não, porque não ficam bem a quase ninguém.  

 

- Adoro... o cheiro de um livro novo; a ilha do farol; comer castanhas no Outono acompanhadas de um bom vinho tinto; o arroz de marisco da Praia da Vieira; ficar de ressaca quando chove a potes lá fora; montar moveis do Ikea.

 

- Lembro-me tantas vezes... das viagens que fiz no ano passado, pensar em viajar neste momento parece algo tão distante, que se torna difícil acreditar que vai voltar a acontecer.   

 

- Desejo secretamente... fazer um ano sabático.

 

- Tenho saudades... de ir a festivais e dançar até ficar com as unhas negras; de ir comer uma sandes de panado depois de sair da discoteca Plano B.

 

- O medo que tive... no dia em que dei aulas pela primeira vez, de olhar para 25 pessoas ciente de que estas observam cada movimento teu ao pormenor, cada gesto, como se fosses um extraterrestre.

 

- Sinto vergonha alheia... quando leio comentários retrogradas ou insultuosos na internet, infelizmente hoje em dia as pessoas sentem-se policias umas das outras, acham-se no direito de julgar e opinar sem olhar para o seu próprio umbigo.

 

- O futuro... é assustador, em tempos de pandemia pensar no futuro é quase um assunto tabu, é mais confortante pensar no passado.

 

- Prometo... não dizer mais que demoro 10 minutos a chegar quando ainda nem me vesti.

 

- Tenho orgulho... de ter representado a moda nacional em Paris e em Itália, de contribuir para o crescimento e valorização do produto português na Europa, embora ainda sinta que a moda nacional é pouco valorizada dentro do nosso país.  

 

 

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.