AUTÁRQUICAS 2021

Gonçalo Lopes assume cinco compromissos  com Leiria. Resolver a poluição suinícola é um deles

26 jul 2021 09:50

O cabeça-de-lista do PS à Câmara de Leiria apresentou a sua candidatura, este domingo. “Sustentabilidade” foi das palavras que mais repetiu.

goncalo-lopes-assume-cinco-compromissos-com-leiria-resolver-a-poluicao-suinicola-e-um-deles
Gonçalo Lopes contou com a presença de António Costa a apadrinhar a candidatura à Câmara de Leiria
Ricardo Graça
Maria Anabela Silva

Resolver “definitivamente” o problema dos efluentes suinícolas e requalificar a bacia do Lis é um dos cinco compromissos que o candidato do PS à Câmara de Leiria assume com o concelho para o próximo mandato, caso venha a ser eleito. 

As prioridades foram reveladas este domingo durante a sessão de apresentação da candidatura de Gonçalo Lopes à liderança do município, que tem como lema ‘Paixão por Leiria, rigor e futuro’.

Com o secretário-geral do PS, António Costa, na plateia, o candidato socialista recordou a sua militância “desde sempre”, mas sublinhou que o seu principal partido “é o concelho de Leiria”. Pelo que, deixou um aviso e uma promessa: “O Governo vai ter de me aturar”, pois “não vou deixar de pugnar pelos interesses de Leiria e dos leirienses, custe o que custar”. 

Voltando aos cinco compromissos, além da resolução da poluição suinícola, Gonçalo Lopes promete “melhorar a mobilidade”, com “mais e melhor” estacionamento, nomeadamente com parques periféricos, e transportes escolares e urbanos não poluentes e “com horários atractivos”. 

Na área da mobilidade, o candidato defende ainda o reforço das ciclovias “numa perspectiva concelhia e não urbana”. 

Atrair residentes ao concelho, “com mais habitação, a preços controlados”, apoiar a instalação de empresas criadoras de emprego “qualificado” e assumir a cultura e o desporto como “factores de coesão social”, são outras das prioridades elencadas por Gonçalo Lopes.
 
No seu discurso, o candidato socialista sublinhou também a necessidade de impor “uma nova visão para Leiria”, assente na sustentabilidade e, consequentemente, na qualidade de vida. Uma abordagem que “consubstancia também na valorização do concelho como um todo”. “Não quero, não queremos que haja a cidade e as freguesias”, afirmou.
 
As palavras de Gonçalo Lopes foram música para os ouvidos de António Costa, com o secretário-geral do PS a considerar que o slogan escolhido pelo candidato - ‘Paixão por Leiria, rigor e futuro’ - “sintetiza bem aquilo que devem ser as marcas da governação municipal do Partido Socialista”: “Paixão pela nossa terra e pelas nossas populações, rigor na gestão e olhar sempre para o futuro”.

“Posso assegurar aos leirienses que esta equipa vai continuar a estar à altura de assegurar cada vez melhor qualidade de vida à população”, afirmou, por seu lado, António Sequeira, mandatário da candidatura e actual presidente da Assembleia Municipal (AM) de Leiria. 

De saída da vida autárquica, António Sequeira disse não ter dúvidas de que Gonçalo Lopes “provou nestes dois anos que merece toda a confiança dos leirienses” e que se apresenta agora a eleições com uma equipa “capaz de manter Leiria na senda do processo e da modernidade” e preparada para o município assumir as responsabilidades acrescidas inerentes à descentralização de competências. 

Essa foi também a convicção expressa por António Sales, secretário de Estado adjunto e da Saúde que lidera a lista do PS à AM. Na sua intervenção, o socialista referiu ainda as razões que o levaram a aceitar o desafio, a começar pela confiança no “projecto de Gonçalo Lopes e na sua visão para o futuro”, com o foco na resposta “às necessidades das novas gerações”. 
“É um convite que me permite retribuir ao meu País e à minha cidade o que me deram, dando expressão ao poder local”, acrescentou António Sales, que prometeu “dar continuidade” ao trabalho de António Sequeira, “que se dedicou de alma e coração à AM”, e à equipa que o acompanhou. 

“Esta é uma candidatura que sabe fazer pontes, respeitar o passado e com projectos para o futuro”, afirmou, por sua vez, Walter Chicharro, presidente da Federação Distrital do PS, considerando que “só existe um projecto credível para Leiria, que é o do PS”. 

António Costa: “Temos de reinventar a campanha”

Na sua intervenção, o secretário-geral do PS reconheceu que nestas eleições autárquicas será necessário “reinventar a campanha” e que esta será, por força das limitações da pandemia, mais complicada. 
“Hoje é mais difícil comunicar de máscara, hoje é mais difícil contactar os eleitores mantendo o distanciamento físico, mas a verdade é que temos, também, de reinventar a nossa campanha como tivemos de reinventar a nossa forma de viver ao longo deste ano e meio”, disse António Costa.
No seu discurso, o socialista falou ainda dos “momentos absolutamente excepcionais” vividos no último ano e meio devido à Covid-19 e às prioridades decorrentes desta, destacando o papel das autarquias, que foi “fundamental” na resposta à crise pandémica. 
“Também vão ser essenciais agora, nesta saída da crise, porque ninguém melhor do que as autarquias vão poder agregar e mobilizar os centros de produção de conhecimento e as empresas”.
“E esta região será, seguramente, uma região modelo”, antecipou o socialista, frisando que o distrito “dispõe há muito de uma instituição de ensino superior”, o Politécnico de Leiria, que “foi das primeiras a abrir-se ao mundo empresarial”.
Por outro lado, a região de Leiria, “do sector da agricultura à indústria e aos serviços, tem sabido modernizar e superar as crises mais difíceis que tem enfrentado”. 
“Este é um distrito de excelência que tem tudo para continuar a ser um dos grandes motores do crescimento económico” do País, considerando que a capital, Leiria, “é, necessariamente, a força agregadora de toda esta região”, pelo que tem “de ter à frente do município quem tenha esta ambição de futuro, para com rigor e com paixão levar Leiria para a frente” e ajudar a modernizar a região e o País.

 

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.