Entrevista

Sandrina Milhano | “Não formamos professores suficientes para as necessidades ”

14 nov 2019 11:50

Diretora da ESECS considera que é necessário continuar a formar docentes.

Sandrina Milhano, directora da ESECS
Ricardo Graça

A formação de professores foi a génese da escola. Com a instabilidade na docência como se diferencia a ESECS para captar alunos?
A formação de educadores e de professores é uma área muito especial, que, no nosso caso, tem um grau de exigência na formação e na entrada daqueles que optam por uma vida ligada ao ensino. Contrariamente ao que tem sido o panorama nacional, esta escola tem tido muita procura. Este ano completámos todas as vagas. Esta é uma área para a qual há necessidade de mais profissionais, particularmente no litoral. Não formamos professores suficientes para as necessidades da região e diariamente são-nos solicitados mais professores para determinadas áreas. Em termos de empregabilidade é um dos cursos com empregabilidade máxima. A escolaridade obrigatória até ao 12.º ano faz com que esta área de formação específica tenha de voltar a ser uma prioridade. Na maior parte dos casos, quem escolhe esta profissão fá-lo por convicção e com consciência do seu papel na sociedade. É um curso muito vocacional. As pessoas escolhem-nos fruto da rede de contactos e parceiros que temos na região.

O que vos distingue nesta licenciatura?
Temos mais de 95% dos professores doutorados, especialistas e com investigação na área, que são aspectos que avaliam a qualidade do curso. Há um aspecto que tem a ver com a prática e, no nosso caso, desde o 1.º ano os nossos estudantes têm oportunidade de desenvolverem as suas práticas pedagógicas em diferentes contextos educativos, formais e não

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO