Sociedade

Veja a galeria: a todo o vapor pela Linha do Oeste

3 ago 2017 00:00

O troço ferroviário entre Torres Vedras e Leiria abriu ao serviço a 1 de Agosto de 1887.

Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Joana Alves acompanha os meninos do CAF da Quinta do Alçada
Joana Alves acompanha os meninos do CAF da Quinta do Alçada
Joana Alves acompanha os meninos do CAF da Quinta do Alçada
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Manuel e Rita Curopos; de Santiago de Compostela até Caldas
Manuel e Rita Curopos; de Santiago de Compostela até Caldas
Manuel e Rita Curopos; de Santiago de Compostela até Caldas
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Dino Morganiço, Maria Lealdina, Diana Morganiço
Dino Morganiço, Maria Lealdina, Diana Morganiço
Dino Morganiço, Maria Lealdina, Diana Morganiço
Tatiana Magalhães, Carina Antunes e crianças do Feijão Verde
Tatiana Magalhães, Carina Antunes e crianças do Feijão Verde
Tatiana Magalhães, Carina Antunes e crianças do Feijão Verde
Os meninos do Sumário & Resumos elegem S. Martinho
Os meninos do Sumário & Resumos elegem S. Martinho
Os meninos do Sumário & Resumos elegem S. Martinho
Jacinto Silva Duro

Sem festas oficiais para marcar a data, aproveitámos o reforço que a CP fez no número de composições até 3 de Setembro, ligando Caldas da Rainha e Leiria às praias de Salir e São Martinho do Porto, para ver como andam os “comboios do Oeste”.

Quem se desloca à Estação de Leiria, descobre que a zona reservada a viaturas é muito pequena, o que obriga a arriscar e a deixar o carro no estacionamento destinado aos moradores da zona.

No bar da estação, dizem-nos que até há um parque provisório de grandes dimensões, no local antigamente reservado à expedição de mercadorias, mas está fechado, “sem razão aparente”. Também as bilheteiras, nesta sexta- feira, estão fechadas sem indicação de onde comprar o bilhete.

Sabemos que irá custar 4,60 euros até São Martinho do Porto, o destino mais popular entre a maioria dos passageiros que aproveita o reforço. Já agora, se consultar o site ou a aplicação móvel da CP, certifique-se de que não coloca quaisquer acentos nas palavras. Caso contrário, as estações de destino ou partida não serão reconhecidas.

- "À tarde a bilheteira fecha"
- “Mas é manhã”, retorquímos.
- "Se calhar, foram fazer alguma coisa", respondem-nos, do outro lado do balcão do bar, com um encolher de ombros e quase em berros para se fazerem ouvir, por cima do bruá de dezenas de crianças que ali se encontram. É dia de ir à praia!

Informam-nos que será preciso comprar o bilhete no comboio, mas avisam que os revisores não gostam. Ficamos à espera, a ver entrar mais grupos de crianças na estação.

Com bonés multicolores, pinturas de guerra em tons de protector solar na cara, bolas insufláveis e toalhas debaixo do braço os mais novos impacientam-se à espera do comboio.

Entre os passageiros, há famílias, ATL e centros de estudos que escolheram ir à praia de São Martinho do Porto, devido às condições que aquela estância balnear oferece. É um local seguro, a baía quase não tem ondas e fica perto da estação de caminho-de-ferro. 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO