Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Redução do número de alunos por turma abrange 200 mil estudantes, revela ministro
Fotografia: Bruno Simão

Sociedade

19 Abril 2017

Redução do número de alunos por turma abrange 200 mil estudantes, revela ministro

Lima Litoral

A redução do número de alunos por turma, que avança no próximo ano lectivo nos Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP), vai abranger 200 mil estudantes, disse hoje o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

“Trabalhamos já para que no próximo ano essa redução possa acontecer para números pré 2013”, afirmou Tiago Brandão Rodrigues aos jornalistas, em Coimbra.

Quase mil escolas “vão beneficiar desta redução do número de alunos por turma”, algo que o ministro da Educação acredita ser “positivo também em todo o processo” de ensino e aprendizagem.

“Os meios sócio-economicamente desfavoráveis têm na diminuição do número de alunos por turma uma consequência mais positiva”, sublinhou.

O ministro disse que o Governo pretende “que esta redução se possa estender a todos os agrupamentos” de escolas do país.

No ano lectivo de 2017-2018, “já é possível fazê-lo no início de ciclo nestas escolas que são uma prioridade”, salientou o ministro da Educação, no final de uma visita à Escola Básica de Solum Sul, na área urbana de Coimbra, destinada a assinalar o arranque do terceiro período lectivo.

O programa TEIP é uma iniciativa governamental que abrange actualmente 137 agrupamentos e escolas não agrupadas localizados em “territórios económica e socialmente desfavorecidos, marcados pela pobreza e exclusão social, onde a violência, a indisciplina, o abandono e o insucesso escolar mais se manifestam”.

Os objectivos centrais do programa, são “a prevenção e redução do abandono escolar precoce e do absentismo, a redução da indisciplina e a promoção do sucesso educativo de todos os alunos”, segundo a página da Internet da Direcção-Geral da Educação.

Lusa

Jornal de Leiria
RedacçãoJornal de Leiria redaccao@jornaldeleiria.pt






Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador