Economia

O turismo, as exportações e a perna “deficiente” da economia

10 nov 2017 00:00

Economista João Duque falou em jantar-conferência da Aricop.

o-turismo-as-exportacoes-e-a-perna-deficiente-da-economia-7535
Raquel de Sousa Silva

Se a economia portuguesa tem vindo a apresentar dinamismo, deve-o a “uma quantidade enorme de factores que se conjugaram”. O turismo e o aumento das exportações são dois deles, defendeu João Duque no jantar-conferência promovido sábado passado pela associação de construção e obras públicas Aricop.

No evento, o economista e professor universitário explicou que nos últimos anos se registou uma alteração no peso das várias componentes do Produto Interno Bruto (PIB), com o investimento a cair (tinha um peso de 27% em 1998 e de 15% em 2016) e as exportações a subirem (de 27% para mais de 40%).

O orador frisou, contudo, que o investimento “é muito importante”, porque contribui para a criação de emprego e para o crescimento, que gera rendimento, necessário para pagar a dívida, mas também para assegurar algo que pesará cada vez mais nos gastos da sociedade portuguesa no futuro, que são as pensões.

Com uma economia a “querer andar bem numa das pernas [exportações]”, mas que na outra [investimento] “está ainda muito deficiente”, João Duque salientou que se “aguenta” o corte do investimento durante algum tempo, mas que este “não se pode adiar eternamente”.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO