Sociedade

Em Timor, entre a advocacia e o trabalho com crianças

7 abr 2019 00:00

Natural da Marinha, Nuno Marrazes é advogado e dinamiza projecto social na região de Dili.

em-timor-entre-a-advocacia-e-o-trabalho-com-criancas-10085
Maria Anabela Silva

A vontade de “dar um novo rumo à vida” e o desejo de voltar a ter uma experiência fora de Portugal levaram Nuno Marrazes a rumar a Timor-Leste. É aí que, desde 2015, o jurista, natural da Marinha Grande, trabalha numa sociedade de advogados e dinamiza, juntamente com a companheira, um grupo de aprendizagem para as crianças do seu bairro.

Nuno Marrazes, 35 anos, conta que, desde há algum tempo, ia ganhando força a ideia de voltar a sair de Portugal. “Já tinha vivido uma experiência inesquecível durante o ano que passei a estudar em Itália, ao abrigo do programa Erasmus. Isso contribuiu bastante para querer ter novamente uma experiência no estrangeiro”, refere.

A oportunidade surgiu em 2015, quando uma empresa de recrutamento de advogados lhe apresentou um projecto de uma sociedade timorense “em expansão”, que pretendia recrutar um jurista português. Fizeram-lhe uma proposta de trabalho “muito interessante”, que Nuno aceitou, integrando, desde então, os quadros da Sociedade Da Silva Teixeira & Associados.

Chegado a Timor, cedo percebeu que a sua missão podia ir mais al&eacu

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO