Economia

Dormidas em hotéis na região Centro renderam 228,5 milhões no ano passado

23 fev 2017 00:00

Mais hóspedes, mais dormidas, mais rendimentos. 2016 foi um bom ano para o turismo em Portugal

dormidas-em-hoteis-na-regiao-centro-renderam-2285-milhoes-no-ano-passado-5965
Raquel de Sousa Silva

No ano passado, os estabelecimentos hoteleiros em Portugal registaram 53,5 milhões de dormidas, um aumento de 9,6% face a 2015, que já tinha ficado marcado por um crescimento de 6,5% neste indicador. Os dados foram divulgados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e dão ainda conta de uma subida dos proveitos do sector.

Também no Centro, que abrange o distrito de Leiria e Ourém, o ano foi de bons resultados. O Turismo Centro de Portugal (TCP) considera mesmo que “foi o melhor de sempre” para a actividade turística. Em comunicado, diz que os números do INE “comprovam que a procura pela Região Centro disparou a nível nacional e, particularmente, internacional”.

As dormidas de estrangeiros nas unidades hoteleiras do Centro cresceram 12,3%, “o que ilustra o interesse cada vez maior que a região suscita fora do país”. Também os portugueses “continuam a eleger o Centro como destino, tendo aumentado as suas dormidas em 7,9%”. No total global, as dormidas nesta região registaram um crescimento de 9,74%, ficando muito perto dos cinco milhões (4.943.896).

“Mais notável ainda é o facto de, no mesmo período, os proveitos terem crescido 13,65%, um valor superior ao aumento das dormidas”, aponta o TCP. “Isto significa que o Centro está a ser procurado por turistas de maior condição económica, os quais estão a gastar mais na região”. No total, as dormidas em hotelaria nesta região renderam 228,5 milhões de euros, resultado “muito animador para os empresários”.

Para Pedro Machado, presidente do TCP, este é o resultado do esforço que os profissionais do sector, bem como esta entidade, têm feito para atrair visitantes à região. “Estes números comprovam que a estratégia que definimos é a correcta. O Centro de Portugal tem vindo a ganhar espaço como destino na percepção dos turistas, a nível nacional e internacional. É uma região que reúne condições óptimas para ser um destino atractivo, devido à sua grande diversidade de recursos turísticos e possibilidades de visita. É um território singular, único e ao mesmo tempo diversificado, capaz de atrair o turista mais curioso e exigente”, sublinha aquele responsável.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.

 

EVENTOS