Sociedade

Câmara de Leiria promete defender cidadãos no furo da Bajouca

3 out 2019 00:00

Todos insistiram para que o executivo camarário se comprometa a não deixar que a realização de furos aconteça na Bajouca.

camara-de-leiria-promete-defender-cidadaos-no-furo-da-bajouca-10728

A exploração e prospecção de gás na freguesia da Bajouca levou vários cidadãos e deputados a abordar o presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes, na última reunião de Assembleia Municipal.

Todos insistiram para que o executivo camarário se comprometa a não deixar que a realização de furos aconteça na Bajouca.

“É preciso solicitar ao Governo o cancelamento do contrato com a Australis [empresa que pretende efectuar a exploração], afirmou Hilário Estrada, um dos munícipes.

Esta posição foi subscrita pelos cidadãos João Paulo Costa, Márcio Estrada, Maria de Fátima Fernandes e Jaime Dias. Também os deputados Manuel Azenha (BE), Daniela Sousa (PAN), João Cunha, António Pereira de Melo e Rui Passadouro (PSD) e Joana Cartaxo (PCP) pediram uma intervenção mais pro- -activa do Município.

“O problema da Bajouca está sempre no meu radar. É um assunto que importa não ter a tentação de tirar aproveitamento político. É a vida das pessoas que está em causa. Não há dúvida sobre a posição da Câmara e quando tivermos de assumir algo não vamos desiludir os bajoquenses. Só há uma maneira de cancelar a exploração: é cancelar os contratos e isso tem de ser fundamentado. Estamos a aguardar pelo estudo de impacto ambiental para quando reagirmos ser de uma maneira forte e bem sustentada”, garantiu Gonçalo Lopes.

O autarca lembrou que nesse mesmo dia tinha transmitido uma mensagem de confiança e tranquilidade aos jovens que se estavam a manifestar -se pelo ambiente (ver texto ao lado).

Em resposta às críticas sobre a poluição sonora e ambiental que o evento Leiria Sobre Rodas provoca e ao facto de se ter deixado de comemorar o Dia Europeu sem Carros, o presidente afirmou que “não é só celebrar a efeméride, mas é preciso organizar um conjunto de iniciativas estruturadas”, pois há iniciativas neste dia “tão ou mais poluentes” que “um dia com carros”.

Quanto ao impacto ambiental do Leiria Sobre Rodas, Gonçalo Lopes disse que já pediu um estudo ao Politécnico de Leiria e vão ser plantadas árvores na Mata dos Marrazes para suprimir essa poluição.

Na Assembleia Municipal foi ainda aprovada uma moção do PCP, a exigir ao governo obras de melhoramento na Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, onde “chove dentro das salas”.

EVENTOS