Sociedade

'Fallcon’21' testa resposta da protecção civil após queda de aeronave militar

19 jun 2021 17:21

Exercício integrado juntou duas dezenas de entidades.

fallcon21-testa-resposta-da-proteccao-civil-apos-queda-de-aeronave-militar

O Fallcon’21, exercício integrado de protecção civil, decorreu este sábado, na freguesia de Amor. Testou no terreno a capacidade de resposta e de actuação de cerca de 20 entidades, numa ocorrência iniciada pela queda de uma aeronave militar.

Organizado pelo Serviço Municipal de Protecção Civil de Leiria, em parceria com a Base Aérea n.º 5 e o curso de pós-graduação em Protecção Civil do ISLA, o evento incluiu um conjunto de cenários resultantes da queda do meio aéreo.

Antes de a aeronave ficar imobilizada e em chamas numa das margens do rio Lis, o piloto conseguiu ejectar-se e o meio acabou por embater numa habitação, gerando um incêndio e provocando um acidente com duas viaturas, dos quais resultaram nove feridos e um óbito confirmado no local, todos encaminhados para o Centro Hospitalar de Leiria.

Os meios envolvidos viram-se ainda confrontados com um derrame na linha de água, o que poderia potenciar uma contaminação do rio, que foi rapidamente controlado pelas entidades ambientais.

A acompanhar o exercício, o Presidente da Câmara Municipal, Gonçalo Lopes, lamentou a morte registada, apesar de ter sido prestada “uma resposta muito rápida” por parte de todas as entidades. Disse ainda que a autarquia irá acompanhar a situação nos próximos dias, inclusivamente o apuramento das causas do acidente aéreo.

O balanço inicial do exercício é positivo, segundo Luís Lopes, docente do ISLA e diretor do exercício. Aapesar de haver “pontos a melhorar”, “não falhou qualquer questão que colocasse em causa o exercício”.

Os objectivos de recriação dos cenários, teste de protocolos e a articulação entre entidades civis e militares foram todos cumpridos.

O Fallcon’21 serviu ainda para promover o treino operacional, particularmente ao nível estratégico, táctico e de manobra, testar todos os níveis de estrutura em cenário de protecção civil, bem como os diversos planos de emergência e procedimentos

Participaram ainda nesta ação o Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, os quatros Corpos de Bombeiros do concelho, os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande e de Vieira de Leiria, a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana, a Polícia Judiciária, o Instituto Nacional de Emergência Médica, a Cruz Vermelha Portuguesa, a EDP, o SMAS de Leiria, o Corpo Nacional de Escutas, o Centro Hospitalar de Leiria, o Serviço Municipal da Marinha Grande, as Juntas de Freguesia de Amor e de Regueira de Pontes e as Uniões de Freguesias de Marrazes e Barosa e de Monte Real e Carvide.

Uma equipa de avaliadores designada pelas várias entidades acompanhou todo o evento e deverá apresentar um relatório final até 18 de Julho.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.