Sociedade

Daniel Fragoso expõe fotografia em castelo no Luxemburgo

8 mai 2021 12:11

Com origens em Leiria e Vieira, deixou a banca para “contar histórias” com a máquina na mão.

Daniel Fragoso assina como Black Magic Tea
Daniel Fragoso assina como Black Magic Tea
ADRIANA COSTA
Maria Anabela Silva

Depois de 13 anos a trabalhar na banca como assistente jurídico, Daniel Fragoso decidiu trocar a estabilidade profissional e o “conforto do dinheiro” pela arte e pela paixão pela fotografia.

Nascido no Luxemburgo, mas com origens na região - o pai é de Vieira de Leiria e a mãe de Monte Redondo -, estreia-se agora com a sua primeira exposição, que está patente no castelo de Bourglinster, monumento luxemburguês edificado no século XII.

Integrado no colectivo K+A, que junta artistas de várias áreas, Daniel Fragoso (ou Black Magic Tea, o pseudónimo com que assina) mostra um conjunto de trabalhos a preto e branco realizados em Portugal e na América Latina, partilhando a exposição com mais dois fotógrafos, um luxemburguês e um colombiano.

Ao JORNAL DE LEIRIA, Daniel Fragoso explica que a oportunidade resultou de um concurso lançado pelo Ministério da Cultura do Luxemburgo para a dinamização daquele espaço cultural, que foi ganho pelo colectivo K+A.

“Temos uma galeria e diversas salas para criação artística à nossa disposição e ficámos com o dever de dinamizar o espaço através de várias artes, nomeadamente da dança, que é a base do colectivo, mas também de artes visuais, como a fotografia”, conta.

Com formação em história da arte, desenho e artes gráficas, Daniel Fragoso acabou, no entanto, por iniciar a sua actividade profissional na banca, por “falta de oportunidades” na área em que tinha estudado.

Ao fim de 13 anos, decidiu arriscar e deixar- se guiar pela paixão pela fotografia e por “contar histórias” de máquina na mão. “Percebi que o meu bem-estar estava, acima de tudo, em fazer o gosto e não tanto no conforto do dinheiro”, diz o criativo que, no início deste ano, viu uma foto-reportagem sua, sobre a costa alentejana, publicada na edição portuguesa da revista GQ.

Na entrevista que acompanhou as fotografias, Daniel Fragoso explicou a escolha do nome artístico - Black Magic Tea. “O nome tem algo de orgânico. Assemelha-se à minha identidade visual, o preto e branco, o movimento, a vida. Achei o nome aliciante num contexto fotográfico. E claro que gosto de um cházinho a qualquer hora do dia.”

Ainda a desfrutar da exposição patente no castelo de Bourglinster, Daniel Fragoso está já a trabalhar num outro projecto, do qual não pode, nesta fase, desvendar pormenores, revelando apenas que envolverá a realização de fotografia para teatro. A música é outra das suas paixões.

Nos últimos três anos, trabalhou numa playlist, a Ocean View, disponível gratuitamente na plataforma spotify e que tem mais de 100 músicas, escolhidas “meticulosamente” e que têm em comum o facto de quase todas terem sido recolhidas em surf ranches, hostels, bares, palhotas e esplanadas de praia, entre o pôr-do-sol das costas do Pacífico e do Atlântico.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.