Arguido confirma no Tribunal de Leiria pequeno tráfico de haxixe

Sociedade

22 Novembro 2017

Arguido confirma no Tribunal de Leiria pequeno tráfico de haxixe

O Tribunal de Leiria começou a julgar 20 arguidos suspeitos de tráfico de droga.

O Tribunal de Leiria começou hoje a julgar 20 pessoas acusadas, entre outros crimes, de tráfico de produto estupefaciente, em resultado da operação da PSP de Leiria, em janeiro, denominada Bottle. Um dos três arguidos acusados de tráfico de droga, que hoje falaram ao tribunal de Leiria, admitiu ter vendido pequenas doses de haxixe para um grupo restrito.

Dos 13 arguidos presentes - os sete detidos preventivamente estiveram ausentes devido à greve dos guardas prisionais - apenas três prestaram declarações, sendo que um deles admitiu que adquiria haxixe para "consumo próprio" e para fornecer a um "grupo mais próximo", negando efectuar a compra a qualquer um dos restantes arguidos.

"Comprava à consignação e nem sempre vendia. Algumas pessoas fumavam comigo e não recebia dinheiro em troca. A outras, vendia a cerca de 10 a 20 euros" a ‘língua' de haxixe, referiu ao colectivo de juizes, refutando que a venda do produto fosse tão elevada como consta na acusação.

No entanto, o acusado, que afirmou conhecer apenas um dos arguidos que se encontra detido, confirmou que teria um "lucro máximo de 100 euros por mês".

Os outros dois arguidos que prestaram declarações negaram qualquer envolvimento no tráfico de haxixe, explicando que quando a acusação lhes imputa a venda de "quilos" significa "pares de ténis", uma vez que ambos são vendedores deste produto.

Um dos acusados explicou que os mais de nove mil euros apreendidos nas buscas são o resultado das "vendas dos ténis e não de droga". Admitindo que se tratava de material contrafeito, o arguido justificou a quantia em casa, uma vez que os seus fornecedores apenas aceitavam dinheiro vivo.

"Nunca entreguei droga a ninguém. Isso é imaginação de quem está a fazer a investigação", acrescentou um dos acusados.

A operação Bottle de combate ao tráfico de droga foi realizada através da Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Leiria e levou à detenção imediata de 16 pessoas, no início deste ano.

No decorrer das diligências, a PSP apreendeu cerca de 40 quilos de estupefaciente (a sua maioria haxixe, mas também liamba e cocaína), mais de 60 mil euros em numerário, cinco balanças de precisão, duas armas de fogo ilegais, outras armas ilegais, munições, oito viaturas, entre outros objetos".

Na altura, o comissário Bruno Soares adiantou que a operação resultou de uma investigação de cerca de um ano, no âmbito do "combate ao tráfico de estupefacientes" na zona de Leiria.

Este responsável acrescentou que esta apreensão, "tendo em conta a quantidade de droga e de dinheiro apreendido", foi "uma das maiores operações realizadas pelo Comando da PSP de Leiria".

© Jorlis - Todos os direitos reservados