É oficial: "Pinhal Real de Leiria" já não existe

Sociedade

16 Outubro 2017

É oficial: "Pinhal Real de Leiria" já não existe

Cerca de 80% da área de Mata Nacional e pinhal protegido do Estado ardeu entre ontem e hoje.

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) ainda não revelou a extensão da destruição da Mata Nacional e pinhal protegido do Estado, mas a Câmara da Marinha Grande já fez as contas que, refere fonte da autarquia, podem pecar por defeito: o pinhal, ou melhor, cerca de 80% do Pinhal do REI/Pinhal de Leiria desapareceu ontem e hoje, destruído pelas chamas.

NOTA actualizada:
Após contabilização final, a área do Pinhal de Leiria destruída foi fixada em 86% ou seja, dos 11.021 hectares - cerca de 14 mil campos de futebol -, foram destruídos 9.476 hectares.


Muitos terão aprendido a ladaínha de que D. Dinis mandou plantar o "Pinhal Real de Leiria" - na verdade, a origem do Pinhal é bastante anterior ao rei Lavrador -, mas 700 anos depois, cerca de 80% da grande floresta de pinheiro bravo desapareceu, consumida pelas chamas em menos de 24 horas.

"A mata a sul de São Pedro de Moel, a Mata de São Pedro, a Ponte Nova, o Ponto Novo, o ribeiro de São Pedro, a maior parte do Tremelgo, o Pilado, a Garcia e muitos dos seis quilómetros de floresta de pinhal que separam o Rio Lis da Praia do Pedrógão já não existem", revela fonte da autarquia. 

Neste momento, os bombeiros estão a tentar salvar o parque de merendas da Portela, junto à Várzea, Marinha Grande.

O JORNAL DE LEIRIA está a tentar obter junto da Protecção Civil Nacional a confirmação da real extensão da destruição, no entanto, o fogo continua activo em muitas zonas, pelo que a área atingida deve aumentar. 
 


 

© Jorlis - Todos os direitos reservados